Consultor Jurídico

Crime tributário

Supremo abre inquérito para investigar senador Wellington Salgado

O Supremo Tribunal Federal determinou a abertura de inquérito para investigar o senador Wellington Salgado (PMDB-MG) por crime contra a ordem tributária. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (8/10) pelo ministro Celso de Mello.

O pedido de abertura de inquérito foi feito pelo Ministério Público Federal. A petição chegou ao Supremo em junho deste ano. O MPF pretende apurar se o senador, na condição de diretor da Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura (Asoec), teria ou não cometido crimes tributários que envolveriam cifras milionárias.

No despacho que determina a abertura do inquérito, o ministro Celso de Mello aceitou a realização das diligências requeridas pelo MPF e determinou que a Polícia Federal ouça Wellington Salgado e outros integrantes da diretoria da Asoec. O Departamento de Polícia Federal terá 60 dias para realizar as diligências e os interrogatórios, conforme determinação do ministro.

PET 4.027




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de outubro de 2007, 19h55

Comentários de leitores

3 comentários

Como tem criminosos no Congresso! Acho que tem ...

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Como tem criminosos no Congresso! Acho que tem mais criminoso no Congresso que na cadeia. Será que não está na hora das nossas honradas Forças Armadas tomarem alguma providência, já que ninguem toma? Até um Congressista ja disse que "nosso Congresso é um antro de canalhice"! Valha-me Deus! como dizem os mineiros...

Senador? Quem votou nele? Nem ele mesmo. É outr...

Zerlottini (Outros)

Senador? Quem votou nele? Nem ele mesmo. É outra coisa que precisa de acabar, neste país: o tal de suplente não eleito pelo povo. Ninguém sabe quem ele é. Vota-se num calhorda e, se esse calhorda é premiado com algum cargo no governo, tem-se um desconhecido no lugar dele. Esse tal de Wellington Salgado está no lugar do Hélio Costa, que é ministro do "cumpanhêru". Mais um, dos 36 (tá quase nos 40, do Ali Babá)... Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Ooops...

futuka (Consultor)

Ooops...

Comentários encerrados em 16/10/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.