Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação Rodin

Receita investiga fraudes no Detran do Rio Grande do Sul

A Receita Federal do Brasil, com apoio da Polícia Federal e do Ministério Público, fez operação, nesta terça-feira (06/11), para desarticular suposta organização criminosa que desviava recursos do Detran utilizando fundações de apoio universitárias e empresas administradas por laranjas. A fraude teria causado um prejuízo de R$ 40 milhões, desde 2002, conforme informação do jornal O Estado de São Paulo.

A Operação, desencadeada simultaneamente em Porto Alegre e Santa Maria, no Rio Grande do Sul e São Luís, no Maranhão, objetiva cumprir 14 mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça Federal, a requerimento da Procuradoria da República, promover os seqüestros de bens e de contas bancárias, bem como a realização de buscas de documentos e computadores. Foram mobilizados 46 auditores e analistas da RFB e 252 Policiais federais.


De acordo com a Receita Federal, a investigação constatou que a oquadrilha fazia contratos para a avaliação teórica e prática na habilitação de condutores de veículos no Detran do Rio Grande do Sul, com fundação de apoio universitária. Os serviços eram prestados com a utilização da estrutura física e de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Maria.

Os servidores efetuavam subcontratações ilegais e superfaturavam os serviços. Tanto o Detran/RS quanto a UFSM são vítimas da organização criminosa investigada.

Revista Consultor Jurídico, 6 de novembro de 2007, 17h12

Comentários de leitores

1 comentário

Entre os bandidos presos está Lair Ferst, espos...

Cello (Advogado Sócio de Escritório)

Entre os bandidos presos está Lair Ferst, esposo da ex-Miss Brasil Deise Nunes Ferst. Uma vergonha!!! Não é a toa que seu patrimônio vinha crescendo além do normal. CADEIA PARA quem rouba do Poder Público.

Comentários encerrados em 14/11/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.