Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Depoimento no STJ

Ministra Eliana Calmon diz que funcionária da Gautama mentiu

A ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon, afirmou que a funcionária da construtora Gautama Tereza Freira de Lima, que está entre os acusados da Operação Navalha da Polícia Federal, “mentiu” e “omitiu” informações durante o depoimento. Porém, a ministra concedeu o alvará de soltura a ela “por não oferecer risco à coleta de provas do inquérito”.

O depoimento de Tereza durou cerca de 3 horas e meia. Com a decisão de libertar a funcionária da construtora, sobe para 40 o número de suspeitos de integrar o esquema de fraudes investigado pela Operação Navalha, da Polícia Federal, que foram soltos. A informação é da redação do portal Terra.

De todas as pessoas chamadas a depor, apenas Zuleido Veras, dono da Gautama; Vicente Coni e Maria de Fátima Palmeira, diretores da empresa; e o funcionário da construtora João Manoel Barros continuam presos.

Após o primeiro depoimento, a ministra começou a ouvir Rodolpho de Albuquerque Soares de Veras, filho do dono da Gautama, Zuleido Veras. Ainda nesta segunda-feira (28/5) serão ouvidos Henrique Garcia, administrador ligado à Gautama; Abelardo Sampaio Lopes Filho, diretor da construtora e Gil Jacó Carvalho Santos, diretor financeiro da empresa.

Revista Consultor Jurídico, 28 de maio de 2007, 15h57

Comentários de leitores

6 comentários

A Ministra é competente para inquirir esse esss...

Armando do Prado (Professor)

A Ministra é competente para inquirir esse esssspertos. Alguns chicaneiros precisam retomar os livros de constitucional.

Gozado. A acusada ainda não foi julgada e a Juí...

LUÍS  (Advogado Sócio de Escritório)

Gozado. A acusada ainda não foi julgada e a Juíza já declara que ela mentiu.

Isso vai gerar um problema de nulidade processu...

Ramiro. (Advogado Autônomo)

Isso vai gerar um problema de nulidade processual, a Ministra do STJ se meteu no inquérito, já está violada a Convenção Americana Sobre Direitos Humanos que exige julgamente por um Tribunal Isento e Imparcial. Ao contrário das viúvas de Stalim e defensores dos estados policiais, deixo aqui o site da CIDH-OEA. http://www.cidh.org/comissao.htm A Convenção Americana Sobre Direitos Humanos tem o seguinte endereço. http://www.cidh.org/Basicos/Base3.htm vale ler os arts 8, 24 e 25 e para queixas https://www.cidh.oas.org/cidh_apps/instructions.asp?gc_language=P Desde 1998 o Brasil é submetido ao Tribunal Interamericano e a Convenção vale desde 1992. É o melhor remédio atual contra o Estado Policial que estão querendo baixar na marra.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 05/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.