Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime pela internet

Maior rede internacional de pedofilia é desbaratada em Londres

Por 

A Polícia de Londres tornou público, nesta terça-feira (19/6), o desbaratamento da maior rede internacional de pedofilia de que se tem notícia. Era mantida na internet uma rede global com vídeos de menores de idade sendo estuprados. Ao todo, 31 crianças e 700 maiores de idade participavam da rede. As informações são do site Findlaw.

As técnicas de investigação empregadas por agentes ingleses, canadenses e australianos são as mesmas com as quais se tenta identificar ataques terroristas. A sala de bate papo da rede de pedofilia era batizada com o nome “Crianças: a luz de nossas vidas”. Alguns vídeos mostravam imagens de crianças de seis meses de idade sendo abusadas, segundo o agente Jim Gamble, do Centro de Proteção às Crianças Exploradas on Line, de Londres. “Eles arrumavam cenas para que, de qualquer lugar do mundo, os participantes pudessem ver crianças sendo brutalizadas sexualmente em tempo real”, diz Jim Gamble.

Quinze das crianças exploradas nesse esquema são da Grã-Bretanha. Um grupo de 24 adultos canadenses foi preso. Sete crianças do Canadá foram resgatadas da rede. A investigação se desdobrará para 25 países.

A operação só foi tornada pública um dia após a condenação de Timothy David Martyn Cox, 27 anos de idade, nesta segunda-feira (18/6), em Londres. Ele é acusado de ser o cabeça da rede. Sua pena se estenderá por prazo indefinido, até que exame o considere “não mais sexualmente lesivo para crianças”.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de junho de 2007, 17h46

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.