Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Comércio humano

Começa na França julgamento de traficantes de bebês

Um grupo de cerca de 60 pessoas começou a ser julgado em Paris, nessa segunda-feira, sob acusação de montar uma rede de venda de crianças búlgaras para adoção na França. Mulheres grávidas, sem condições financeiras, eram recrutadas na Bulgária, e levadas para França. Ao dar a luz, eram obrigadas a vender seus filhos para jovens casais. As informações são do site Findlaw.

O julgamento começou em Bobigny, ao norte de Paris, e é focado no caso de 22 bebês, vendidos entre 2003 e 2005. Os preços de cada bebê variavam entre US$ 4 mil e US$ 9 mil. Do dinheiro da venda, menos de 5% iam para as mães. Depois de entregar seus filhos em Paris, as mães ou viravam prostitutas ou mendigas.

Alguns dos casais que compraram as crianças já haviam dado início a processo de adoção. São acusadas 56 pessoas, a maioria búlgaros. As mães de sangue dos bebês também foram a julgamento, e encaram penas de seis meses a três anos de detenção

.


Revista Consultor Jurídico, 23 de janeiro de 2007, 13h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.