Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Líder da oposição

Ataque suicida no Paquistão mata ex-primeira-ministra

Um ataque suicida no Paquistão matou a ex-primeira-ministra do país, Benazir Bhutto, nesta quinta-feira (27/12). Ela era a líder da oposição paquistanesa. O incidente aconteceu na cidade de Rawalpindi, a duas semanas das eleições legislativas no país. Agências de notícias internacionais afirmam que ao menos dez pessoas morreram na hora. A Polícia do Paquistão conta 15 mortes.

De acordo com um policial, a explosão aconteceu depois de Benazir discursar para a população em um comício de campanha para as eleições de janeiro. Farahtullah Babar, porta-voz do partido de Benazir, afirmou que o carro da ex-premiê estava a 50 metros da explosão. “Ela tinha acabado de deixar o local quando ouvimos a explosão. Foi possível sentir o impacto”, declarou.

Informações ainda não confirmadas indicam que um terrorista abriu fogo contra Benazir antes da explosão. “Os fragmentos que estavam dentro da roupa do homem-bomba podem ter atingido ela”, afirmou à agência AFP o porta-voz do ministério do Interior, Javed Cheema.

Benazir voltou ao Paquistão em outubro, depois de oito anos de exílio. Logo que chegou o caminhão que a transportava sofreu um ataque com duas bombas. Pelo menos 133 pessoas morreram e 320 ficaram feridas em Karachi, onde desembarcou.

Revista Consultor Jurídico, 27 de dezembro de 2007, 11h53

Comentários de leitores

14 comentários

A "guerra" já começou : 1 - Os soldados têm ...

A.G. Moreira (Consultor)

A "guerra" já começou : 1 - Os soldados têm permissão para atirar em qualquer um : 2 - Os "órfãos" da BHUTTO, acabam de MATAR o Candidato do Presidente ! ! !

Ataques suicidas são sempre condenáveis! O qu...

lu (Estudante de Direito)

Ataques suicidas são sempre condenáveis! O que mais preocupa é um país desestruturado feito o Paquistão, com armas nucleares e Bush "lamentando" a morte de Bhutto. Não sei não... vai sobrar para a comunidade internacional!

A "falecida" (farsante) negociou com os USA a s...

A.G. Moreira (Consultor)

A "falecida" (farsante) negociou com os USA a sua liberdade, extinção de processos pelos seus crimes e retorno, imediato, ao país para "colaborar" com o atual governo e se preparar para assumir após as próximas eleições , com a ajuda do atual governo ! ! ! Em troca, daria todo o espaço que os EE.UU. quizéssem, para extinguir o "maligno" Bin Laden ! ! ! Mas, a "madame" ficou deslumbrada com os seus seguidores e, rapidamente, ficou nítida a sua "independência" , hostilizando e quebrando o acordo com o governo que a recebeu e que contava com e seu apoio, que nunca foi manifestado. Assim, os americanos, "permitiram" que os "discípulos do Bin Laden" acabássem com ela ! ! !

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/01/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.