Consultor Jurídico

Opinião e fato

Amorim acha que devia, mas Mainardi não vai para a cadeia

Por 

Na esfera cível, Paulo Henrique Amorim perdeu a ação que move contra Mainardi em primeira instância. O pedido de indenização por danos morais foi motivado pelo mesmo texto que deu causa ao processo criminal. O advogado José Rubens Machado de Campos informa que já entrou com Embargos de Declaração contra a sentença.

Leia a coluna de Mainardi, que motivou as ações

A Voz do PT

José Dirceu tem um blog. Quer saber quanto o iG gasta com ele? Eu também quero. Quer saber de quem é o dinheiro do iG? É seu, tonto! De quem mais poderia ser?

O iG pertence à Brasil Telecom. E a Brasil Telecom está na esfera dos fundos de pensão estatais. Eu já contei aqui na coluna como o lulismo tomou a Brasil Telecom de Daniel Dantas. Houve de tudo: financiamento ilegal de campanha, espionagem, chantagem, achaque e propina. Eu já contei também qual foi o papel de Lula na trama. Chega de me repetir. Quem quiser saber mais sobre o assunto, consulte o arquivo de VEJA. O que importa agora é como o iG está gastando seu dinheiro. E para onde ele está indo.

Luiz Gushiken é o ideólogo da propaganda lulista. Quando os fundos de pensão passaram a influir no iG, o portal se transformou na voz do PT. Caio Túlio Costa, aquele que Paulo Francis apelidou de "lagartixa pré-histórica", foi nomeado presidente do grupo em maio deste ano. De lá para cá, além de José Dirceu, foram contratados como comentaristas Franklin Martins, Paulo Henrique Amorim e Mino Carta. Todos eles na fase descendente de suas carreiras. Todos eles afinados com o DIP de Luiz Gushiken. Mais do que isso: Paulo Henrique Amorim e Mino Carta se engajaram pessoalmente na batalha comercial do lulismo contra Daniel Dantas. Quer saber quanto o iG paga a Franklin Martins? Entre 40 000 e 60.000 reais. Quer saber quanto ele paga pelo programa de Paulo Henrique Amorim? 80.000 reais.

O iG pode parecer pouca coisa. Mas é o terceiro maior portal do Brasil. Agora está pronto para difundir a propaganda do governo. O PT acaba de elaborar um documento em que pede uma "mudança nas leis para assegurar mais equilíbrio na cobertura da mídia eletrônica". Muita gente está alarmada com o documento. O temor é que, num segundo mandato, os lulistas atropelem as leis para tentar aumentar seu controle sobre a imprensa. O fato é que isso já aconteceu pelo menos uma vez neste mandato, quando a turma de Luiz Gushiken tomou de assalto o iG.

O documento do PT fala em oferecer "incentivos econômicos para jornais e revistas independentes". Independente, para o PT, é José Dirceu. É Franklin Martins. É Paulo Henrique Amorim. É Mino Carta. É o assessor de imprensa de Delcídio Amaral, que tem um blog político no iG. Só falta o Luis Nassif. Essa é a turma que, segundo o PT, precisa de incentivos econômicos do Estado. Carta Capital sempre atacou Daniel Dantas. Acaba de ser recompensada por um acordo com o iG. De quanto? Eu quero saber.

Lula cantarolou a seguinte marchinha, como relatam os repórteres Eduardo Scolese e Leonencio Nossa no livro Viagens com o Presidente:

"Ei, José Dirceu,

devolve o dinheiro aí,

o dinheiro não é seu"

Lula conhece muito bem José Dirceu. Se diz que o dinheiro não é dele, é porque não é mesmo. Devolve o dinheiro aí, José Dirceu.




Topo da página

 é chefe de redação da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 18 de dezembro de 2007, 13h47

Comentários de leitores

67 comentários

Caro dinarte, acho que o Sr. está confundido...

Tálio (Advogado Autônomo)

Caro dinarte, acho que o Sr. está confundido democracia com outra coisa qualquer. O Lula foi eleito democraticamente? Sim. Governos eleitos democraticamente não devem sofrer críticas, críticas ácidas? CLARO QUE SIM. O Collor foi eleito democraticamente? E o Sr. apoiou o linchamento nacional dele? As críticas da imprensa visaram ao fim da democracia? As críticas da impresa perderam valor ante o FATO dele não ter uma condenação? O Dr. Maluf foi eleito democraticamente? E o que o Sr. acha das reportagens sobre ele e a família dele? Existe pelo menos uma dúzia de Governadores e ex-Governadores eleitos tão democraticamente quando o Lula que foram destroçados pela imprensa, nessas ocasiões o Sr. entendeu como um ataque à democracia? Igualar o ataque à administração petista(como enormes escândalos de corrupação e baixarias tais como compra de dossiês e mesmo produção de dossiês) como um ataque a própria DEMOCRACIA é parcialidade demais. E apenas para registrar que aventar a possibilidade dos Juízes de 1ª instância estarem coagidos, intimidados pela Globo é teoria da conspiração anos 80, até o PT já mudou esse discurso.

o Conjur tem demonstrado claramente uma parcial...

dinarte bonetti (Bacharel - Tributária)

o Conjur tem demonstrado claramente uma parcial simpatia pela Globo, e por uma grande antipatia pelo pres. Lula. Tem toda a coerencia com a posicao do Estadao, em seus editoriais, e sua equipe jornalistica, sempre afinadas com a marca Estadao, radicalmente anti Lula. O sr. Mainardi, que tem como patrao a Veja, revista nitidamente anti-governo Lula, tem seguido sistematicamente a opcao de ataques pesados contra um governo eleito democraticamente. A impressao que fica é que governo eleito pela massa menos favorecida, é governo ilegitimo, nao representativo da "elite pensante" nacional. O jornalismo praticado pela Veja e seu empregado Mainardi, que tambem antende no Manhatan Connection, da Globo, nao significa nenhuma unanimidade jornalistica, pois seus patroes sao coerentes no vies politico adotado. Mainardi destroça pessoas, faz julgamentos definitivos, sem nenhum respeito ético. O fato de O judiciario brasileiro dar sistematicamente ganho de causa ao sr. Mainardi, nos dá a impressao de que o poder da Globo e da Veja, se impoem ao de uma justica, receosa do poder da midia. Um Juiz que considerou que o "estilo" do sr. Mainardi é esse mesmo, criou uma figura impar no país: aquele que pode dizer o que bem entende, por ser esse seu "estilo". Se o governo decidir criar outros Mainardi, a seu favor, como impedir? Esquece o ilustre Magistrado, em sua divertida sentença, que o feitiço pode virar contra o feiticeiro! A juiza ao atender o pedido do SR. Amorim, de segredo de justiça, talvez tenha entendido que as deformacoes de nossa midia, atualmente, tem que ser contidas. Pois assistimos a um circo, muito engracado, mas tragico, aonde o poder economico tem pesado demais. Afinal, o Estadao. a Globo e a Veja, lutam ou nao por democracia?

Petralhas, petistas, lulistas, peseudorevolucio...

Nicoboco (Advogado Autônomo)

Petralhas, petistas, lulistas, peseudorevolucionários, comunistas, etc. geralmente atacam a elite burguesa, Veja, Mainardi e a "oposição". Pra eles, quem ataca o governo é porque é a favor da oposição "que governou o país por 500 anos" e o deixou atrasado. Como se fosse um jogo de tudo ou não. De amigo ou inimigo. Se critico o Lula, é porque sou tucano. Se falo mal do governo, é porque sou a favor da burguesia. Como se não houvesse nada melhor que o Lula, PSDB e PFL. Com certeza há. Mas, como dizem, é tudo culpa da mídia capitalista, dos americanos, das elites burguesas, da classe média e do FMI. Melhor assim, nossa culturazinha de país subdesenvolvido está a salva.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.