Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vestibular comprado

PF deflagra operação contra venda de vagas em universidades

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (30/4), a Operação Vaga Certa. O objetivo é combater um esquema de venda de vagas em Universidades públicas e particulares. Cinqüenta policiais federais estão cumprindo nove mandados de prisão e oito de busca e apreensão nos estados do Rio de Janeiro e Ceará.

De acordo com a PF, a quadrilha contava com a participação de jovens universitários que faziam as provas dos vestibulares no lugar dos verdadeiros candidatos — os chamados pilotos. A PF afirma que eles recebiam R$ 6 mil por aprovação.

Além disso, segundo os agentes, a quadrilha comercializava a venda de direito de transferência de universitários aprovados em universidades particulares para universidades federais e estaduais. Por cada uma dessas vagas, a quadrilha recebia de R$ 25 mil a R$ 70 mil.

A existência da organização criminosa foi comprovada pela prática reiterada de diversos crimes (fraudes, utilização de identidades e de documentos falsos, falsificações de documentos, vantagem econômica, etc.), pela organização hierárquica e pela distribuição de tarefas entre os integrantes da quadrilha, segundo a Polícia Federal.

Revista Consultor Jurídico, 30 de abril de 2007, 13h01

Comentários de leitores

5 comentários

Putz, só agora vão investigar isto, quando é ...

Ramiro. (Advogado Autônomo)

Putz, só agora vão investigar isto, quando é público e notório que certas faculdades federais, principalmente medicina, tinham fama, onde os fatos indicavam indícios de verossimilhança, de que as vagas eram vendidas e custavam o equivalente a um carro zero de médio para alto luxo. Quero ver a PF ter competência para isso. O esquema é manjado, mas brigar com meio acadêmico, colocam a boca no mundo, fazem denúncias de interferência indevida na autonomia universitária, etc...

Agora, a PF precisa investigar a indústria, bem...

Armando do Prado (Professor)

Agora, a PF precisa investigar a indústria, bem montada e bem protegida, dos diplomas para bacharéis. Por que algumas UNI's conseguem tudo no MEC? Por que não cumprem com as necessidades de mestres e doutores em sala de aula? Por que, abusivamente, não cumprem programas e cargas horárias? Por que estabelecem simulacros de palestras e cursos práticos? O que os lobies em Brasília fazem que os mortais não sabem?

É isso aí Saulo Henrique - o Brasil é esse aí.....

Luiz Fernando (Estudante de Direito)

É isso aí Saulo Henrique - o Brasil é esse aí... Só não começaram a vender vagas de internamento pelo SUS, porque a mercadoria é fraca, digamos assim. Mas cá pra nós, é triste viver num país que arrecada R$ 35 BILHÕES POR MÊS em impostos (só da receita federal) e que não oferece nem vagas para que seus jovens possam estudar. Jovens que QUEREM estudar, que lutam p/ isso, chegando até a comprar vagas. Em outros países há excesso de vagas e convidam alunos estrangeiros para estudar sem qualquer teste (até dão alguma ajuda, como alojamento). Basta a vontade, o querer do aluno. O massacre dos EUA (Virginia) mostrou bem: lá tem alunos vindos do mundo inteiro. Tem até iraquianos e vietnamitas. Aqui não conseguimos resolver nem os problemas dos jovens do Brasil mesmo. Mas no Planalto conseguiram vagas para mais 40 mil funcionários remunerados - sabe Deus onde estão se empilhando, já que é quase meio Maracanã. O Brasil é exatamente esse que está aí.....

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.