Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime organizado

PF liga PCC a assalto do Banco Central de Fortaleza

A Polícia Federal prendeu uma quadrilha de assaltantes que escavavam um túnel na região central de Porto Alegre que levaria aos caixas-fortes de dois bancos. Segundo a PF, a obra teria 85 metros de extensão.

A prisão de 28 presos aconteceu dentro da chamada Operação Facção Toupeira desencadeada pela PF em dez estados e que tem como alvo supostos integrantes da cúpula da organização criminosa Primeiro Comando da Capital. Os presos foram apresentados pela PF como de alta periculosidade e com inúmeras condenações criminais.

Para a PF organização criminosa seria a responsável pelo assalto ao Banco Central do Brasil em agosto de 2005, em Fortaleza (CE).

Os presos fariam parte de uma quadrilha de âmbito nacional especializada em grandes assaltos a bancos e a empresas de segurança bancária, tendo como prática a escavação de túneis direcionados às caixas-fortes das instituições financeiras.

Outra prisão importante, segundo a PF, foi confirmada no Piauí. Trata-se de R.L.B.N., o "Neto", preso nesta manhã na cidade de Parnaíba (PI), em cumprimento ao mandado de prisão expedido pela 11ª Vara da Seção Judiciária do Ceará.

"Neto" é acusado de participar do assalto ao Banco Central do Brasil em agosto de 2005, em Fortaleza. Seria um dos líderes do da ação e integrante da cúpula do PCC. Além da prisão, os policiais federais também cumpriram mandados de busca e apreensão e seqüestro de bens, que resultaram na apreensão, entre outros, de uma residência na cidade de Parnaíba, uma camionete Hillux/2005 e uma moto CG 150.

O cumprimento dos mandados será comunicado ao Juiz Federal, e o preso encaminhado a Teresina (PI), aonde permanecerá à disposição da Justiça.

Revista Consultor Jurídico, 1 de setembro de 2006, 14h38

Comentários de leitores

2 comentários

Seguindo a teoria neoliberal assistencialista d...

Bira (Industrial)

Seguindo a teoria neoliberal assistencialista de esquerda vigente, estas pobres almas poderão responder em liberdade devido a promessa de resocialização.

Espera-se que fiquem presos até a condenação po...

Luismar (Bacharel)

Espera-se que fiquem presos até a condenação porque a periculosidade desses indivíduos é óbvia e ululante. Mesmo assim...

Comentários encerrados em 09/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.