Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Babel gradeada

São Paulo terá presídio especial para presos estrangeiros

O governo de São Paulo reunirá todos os 853 presos estrangeiros do estado em um presídio na cidade de Itaí, a 290 quilômetros da capital. A medida foi anunciada nesta segunda-feira pelo governador paulista, Cláudio Lembo.

De acordo com o governador, os detentos receberão aulas de inglês para que possam se comunicar. Servidores treinados e bilíngües tomarão conta do lugar. Foram também criadas salas especiais para que os cônsules possam atender seus nacionais. As embaixadas também serão solicitadas para colaborar com a formação de uma biblioteca poliglota no presídio.

A maioria dos presos estrangeiros de São Paulo veio da Bolívia (134). De acordo com o governo, os estrangeiros considerados perigosos em penitenciária de segurança máxima ou os que cumprem pena em regime disciplinar diferenciado continuarão detidos onde estão. É o caso do chileno Maurício Hernandez Norambuena, condenado por comandar o seqüestro do publicitário Washington Olivetto, em 2002, e está preso em uma penitenciária de segurança máxima no interior paulista.

A penitenciária de Itaí entrou em funcionamento em 29 de agosto de 2000. Tem capacidade para 900 presos: 792 em regime fechado e 108 em regime semi-aberto. Nesses seis anos, abrigou, em sua maioria, acusados de crimes sexuais. Um dos detidos em Itaí foi Francisco de Assis Pereira, conhecido nacionalmente como o maníaco do parque pelos crimes sexuais e assassinatos que cometeu contra mulheres.

Nas próximas semanas, o governador Cláudio Lembo, visitará com o secretário da Secretaria de Administração Penitenciária, Antônio Ferreira Pinto, e representantes de outros países a penitenciária em Itaí. A data definitiva da visita será determinada nos próximos dias.


Presos de origem estrangeira

Bolívia

134

Peru

76

Nigéria

73

Colômbia

54

Chile

46

África do Sul, Espanha

33

Holanda

30

Argentina

28

Portugal

27

Líbano, Paraguai

26

Venezuela

17

Tanzânia, Uruguai

16

Gana

14

Alemanha, Guiné, Inglaterra, Polônia

13

Angola, China

12

França

11

Itália

9

Israel

8

Camarões, Coréia do Sul, Libéria

5

Bulgária, Congo, Costa do Marfim, Equador, Guiné Bissau, Uganda

4

Áustria, Eslováquia, Guiana, Serra Leoa, Suriname

3

Etiópia, Filipinas, Iugoslávia, Japão, Jamaica, Moçambique, República Tcheca, Sérvia, Somália, Togo, Turquia, Zimbabue

2

Albânia, Argélia, Austrália, Bélgica,Benim, Burundi, Cabo Verde, Costa Rica, Cuba, Gana Grécia, Índia, Islândia, Marrocos, México, Noruega, República Dominicana, Ruanda, Síria, Suíça, Trinidad Tobago, Ucrânia,

1

Total

853



Revista Consultor Jurídico, 25 de outubro de 2006, 21h37

Comentários de leitores

2 comentários

Salas para atendimentos dos consules: Pois é, q...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Salas para atendimentos dos consules: Pois é, quando é para advogado, os parlatórios são um lixo, agora, quando é para fazer política, impera o luxo. E o governador é advogado!

Com certeza, vai ser um hotel 5 estrelas. Vai ...

Ruberval, de Apiacás, MT (Engenheiro)

Com certeza, vai ser um hotel 5 estrelas. Vai ter muito bandido indo pra Bolívia ou Paraguai pedir naturalização para, depois, praticar crime no Brasil, e caso preso, não ter de ficar no cadeião.

Comentários encerrados em 02/11/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.