Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cerveja do crime

Diretores da Schincariol são denunciados por corrupção

O Ministério Público Federal ofereceu denúncia contra diretores da Schincariol acusados de sonegação fiscal. Foram denunciadas 78 pessoas pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e falsificação de documentos.

Entre os denunciados, estão diretores e ex-diretores da Schincariol; donos, empregados e colaboradores de distribuidoras parceiras; diretores de empresas fornecedoras de insumos; fiscais da Receita do rio Grande do Norte, Alagoas, Goiás e Rio de Janeiro; donos de empresas em Alagoas e no Rio Grande do Norte, entre outros.

Segundo o procurador da República Leonardo Almeida Cortes de Carvalho, autor da denúncia, os acusados integravam duas quadrilhas, que atuavam de formas diferentes. A primeira sonegava impostos na distribuição de produtos da Schincariol, declarando um valor inferior ao que de fato era comercializado. No acordo, as distribuidoras remetiam a diferença à Schincariol, em espécie, sem declarar.

A outra quadrilha, segundo o MPF, sonegava na compra de matéria-prima, a partir de notas fiscais emitidas por fornecedores da cervejaria em nome de empresas fantasmas, que ficavam responsáveis pelo pagamento de tributos.

"O crime de sonegação fiscal não foi incluído neste momento em virtude da jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, que exige o término do procedimento administrativo fiscal, o qual ainda está em curso", esclareceu o procurador da República Leonardo de Carvalho.

O processo corre em segredo de Justiça.

Revista Consultor Jurídico, 16 de março de 2006, 19h48

Comentários de leitores

1 comentário

"O PROCEDIMENTO FISCAL AINDA ESTÁ EM CURSO" ! !...

A.G. Moreira (Consultor)

"O PROCEDIMENTO FISCAL AINDA ESTÁ EM CURSO" ! ! ! "O PROCESSO CORRE EM SEGREDO DE JUSTIÇA" ! ! ! E O PROCURADOR DA REPÚBLICA ... NÃO PODERIA ESPERAR UM POUQUINHO ? ? ?

Comentários encerrados em 24/03/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.