Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Falsários presos

PF prende acusados de se passar por membros do Judiciário

A Polícia Federal prendeu em Petrolina (PE), na última terça-feira (16/5), três acusados de se passar por membros do Poder Judiciário para extorquir pessoas. As prisões foram feitas depois de dois meses de investigações na chamada Operação Conciliação.

Por determinação do juiz federal Arthur Napoleão, da 17ª Vara Federal de Petrolina, foram presos Jânio Paes Landim e Tânia Mara Moreira Paes Landim, em Petrolina, e Carla Marise Cerqueira de Miranda, em Salvador.

Segundo o Ministério Público Federal, diversos documentos e quatro computadores foram apreendidos pela PF. De acordo com a denúncia, os investigados usavam de forma ilegal o brasão das armas da República em documentos principalmente para expedição de intimações, o que é atribuição exclusiva de órgãos judiciários.

Com isso, enganavam e intimidavam a população com ao realizarem supostos serviços de cobrança, com base em valores exorbitantes e sem qualquer controle ou amparo legal. Segundo testemunhas, o grupo usava táticas de coação, com ameaças de prisão e de penhora de bens.

O Ministério Público Federal afirmou que vai denunciar os acusados por estelionato, usurpação da função pública e falsificação de selo ou sinal público.

Revista Consultor Jurídico, 19 de maio de 2006, 7h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/05/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.