Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Segundo dia

Tribunal do Juri de Ibiúna retoma julgamento de Pimenta Neves

Recomeçou nesta quinta-feira (4/5), no Fórum Criminal de Ibiúna (SP), o julgamento do jornalista Antônio Marcos Pimenta Neves, 69 anos, réu confesso do assassinato da sua ex-namorada e ex-subordinada Sandra Gomide.

A sessão desta quinta começou com o depoimento de João Gomide, pai de Sandra. Ele falou como testemunha e disse que Pimenta Neves premeditou o assassinato. Segundo a repórter Laura Diniz do portal Estadão —, Gomide permaneceu calmo durante todo o depoimento. Essa foi a primeira vez em que o pai da vítima e o réu se encontraram desde o crime.

Pimenta pareceu inconformado com as declarações do ex-sogro. “Ele era agressivo com a Sandra”, disse o pai, referindo-se a xingamentos. Pimenta riu e fez que não com a cabeça. O aposentado mencionou também um dia em que o jornalista foi ao apartamento de Sandra e a teria agredido fisicamente. A advogada do réu, Ilana Müller, interferiu, dizendo que essa questão já havia sido julgada e ele foi absolvido.

O aposentado relatou que Pimenta ameaçava Sandra, impedia que ela conseguisse emprego, andava armado e premeditou o crime. “Não consigo ver minha filha morta e o Pimenta livre... há seis anos. Isso não é Justiça nenhuma. Eu preferia estar na cadeia do que perder minha filha”, afirmou.

O julgamento prossegue com o depoimento de Deomar Setti, dono do haras onde aconteceu o crime. Ainda há várias testemunhas a serem ouvidas. À tarde, deve ocorrer o debate entre a acusação e a defesa. A expectativa é que o júri termine na noite desta quinta-feira.

Revista Consultor Jurídico, 4 de maio de 2006, 12h15

Comentários de leitores

2 comentários

Não descarto a possibilidade de vir Pimenta Ne...

Marcos de Moraes (Advogado Autônomo - Criminal)

Não descarto a possibilidade de vir Pimenta Neves pedir ao final dos testemunhos para o Juiz oportunizar um novo interrogatório. De qualquer forma o julgamento deverá terminar até sábado. Enquanto isso alguns fazem greve de fome, a Bolívia vai detonando os contratos, o Lula diz que ainda não faz campanha, os agricultores desesperados pelo preço baixo dos grãos tracam estradas, a justiça continua sobrecarregada de processos, os impostos sobem e o brasileiro vai se individando. Como disse Armando do Prado: UNS POUCOS SOBRE MUITOS. E, lá vem política de novo

Pois é. Mais uma vez, como sempre na história d...

Armando do Prado (Professor)

Pois é. Mais uma vez, como sempre na história do homem, o dinheiro fala mais alto. O criminosos livre e vivo, a vítima morta sem possibilidades de se defender ou voltar. Assim funciona o domínio de uns poucos sobre muitos.

Comentários encerrados em 12/05/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.