Consultor Jurídico

CPI do Banestado

Mentor é investigado por acusação de receber dinheiro de doleiro

O ministro Cezar Peluso, do Supremo Tribunal Federal, autorizou a abertura de Inquérito para investigar o deputado federal José Mentor (PT-SP). O deputado é acusado de receber R$ 300 mil do doleiro Richard A. de Mol Van Otterloo para excluí-lo do relatório final da CPI do Banestado.

Na decisão, o ministro determinou que os autos fossem encaminhados ao Departamento de Polícia Federal, para que no prazo de 60 dias sejam feitas as diligências requeridas pelo procurador-geral da República, Antônio Fernando Souza.

O doleiro disse ao Ministério Público que foi orientado por Flávio Maluf, filho do ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf (PP), para fazer o pagamento que o excluiria do relatório.

O deputado José Mentor (PT-SP) foi responsável pelo relatório final da CPI do Banestado em dezembro de 2004. A CPI pretendia, desde o início, ser a maior investigação parlamentar já feita no país.

Durante os 18 meses em que ela se desemvolveu, foi criado um clima que indicava a possibilidade de se desvendar um mega-esquema de remessas ilegais de dinheiro para o exterior, que envolveria diversos políticos. O relatório final, contudo, não atendeu às expectativas.

Inq 2.329




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 16 de junho de 2006, 17h27

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.