Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Aviso de perigo

TSE pede à Polícia Federal que investigue e-mails falsos

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, pediu ajuda à Polícia Federal para apurar a responsabilidade dos e-mails que estão sendo enviados em nome do TSE. O pedido foi feito ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos.

Segundo o ministro Gilmar Mendes, desde o início de 2005 o TSE foi notificado sobre o envio de 1.104 falsos e-mails, que contém um suposto aviso de que o título de eleitor do destinatário foi cancelado.

O Tribunal Superior Eleitoral alerta à população que não envia e-mail a eleitores, nem autoriza nenhuma outra instituição a fazê-lo em seu nome. Recomenda que esse tipo de mensagem seja deletada pois pode conter vírus, roubar dados do usuário ou danificar o computador.

Em agosto do ano passado, o então presidente do TSE, ministro Carlos Velloso, já havia solicitado ajuda do Ministério da Justiça para investigar a origem das mensagens.

O falso e-mail avisa que o título eleitoral do usuário teve cancelamento provisório e recomenda que acesse um link para saber detalhes sobre as irregularidades e quais as providências a tomar.

Revista Consultor Jurídico, 20 de fevereiro de 2006, 20h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.