Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reforço para a vida

Tribunal de Justiça do Rio dá aulas para jovens infratores

Começaram nesta terça-feira (7/2) as aulas do projeto Estudar para Trabalhar, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que ensina português e matemática a jovens de 16 a 24 anos que já cometeram infrações.

O objetivo do projeto é proporcionar reforço escolar aos jovens para ajudar na inserção no mercado de trabalho e evitar o retorno à criminalidade. Todos são assistidos pela Vara da Infância e da Juventude.

As aulas acontecerão duas vezes por semana, das 8h às 12h, no campus Menezes Côrtes da Universidade Estácio de Sá, parceira do TJ-RJ no projeto. Os professores são voluntários, funcionários da universidade. Cada um dos 60 jovens beneficiados pelo projeto em 2006 custa ao TJ o valor mensal de R$ 24, gasto com alimentação. Muitos querem estudar para fazer concursos públicos.

O Estudar para Trabalhar abrange participantes do projeto “Justiça pelos Jovens”, também do Tribunal de Justiça do Rio, no qual os jovens são encaminhados para trabalhar em diversos departamentos do Poder Judiciário estadual.

Com carteira assinada, eles recebem, além do salário, cesta básica, vale-transporte e ticket-refeição e são supervisionados pela Vara da Infância e da Juventude. Antes, os jovens, ao terminar o contrato de trabalho, se viam sem expectativas profissionais, o que levou à criação do segundo projeto.

Revista Consultor Jurídico, 8 de fevereiro de 2006, 15h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.