Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Massacre do Carandiru

TJ-SP julga na quarta recurso do coronel Ubiratan Guimarães

Por 

O Tribunal de Justiça de São Paulo marcou para a próxima quarta-feira (8/2), às 10h, o julgamento do recurso impetrado pelo coronel Ubiratan Guimarães, condenado a 632 anos de prisão pela acusação de ter comandado o massacre do Carandiru.

O coronel afirma que seu julgamento foi ilegal. Sua apelação foi distribuída ao desembargador Mohamed Amaro, integrante do Órgão Especial. O Ministério Público de São Paulo será representado pelo procurador Antonio Visconti.

A intervenção policial no Carandiru resultou na morte de 111 presos. O massacre ocorreu em 2 de outubro de 1992, após a Polícia Militar invadir o Pavilhão 9 da penitenciária, na Zona Norte da capital paulista, com o objetivo de conter uma rebelião. De todos os acusados, apenas o coronel Ubiratan Guimarães, hoje deputado estadual, foi condenado.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 3 de fevereiro de 2006, 16h42

Comentários de leitores

8 comentários

...só não entendi o porque o Governador e o Sec...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

...só não entendi o porque o Governador e o Secretário de Segurança Pública, à época, não foram denunciados... talvez algum nobre representante do M.P. paulista pudesse me ensinar o direito penal que não aprendi na Faculdade de Direito, atrelando-se aos fatos ao direito- agradeceria- meu palpite para quarta-feira... ABSOLVIÇÃO. até porque não há prisão para deputados.... e nem advogados. Ou será que o Coronel vai para O Batalhão da PM !!!!!? otavio augusto rossi vieira advogado criminal

Você sabia que o Coronel Ubiratan feriu-se,(rup...

A.C.Dinamarco (Advogado Autônomo)

Você sabia que o Coronel Ubiratan feriu-se,(ruptura de tímpano), e desmaiou na entrada da tropa de choque e foi socorrido ao Hospital Militar, nada vendo dos fatos ? É só ler o que está no processo !!! Coisas da Justiça !!! acdinamarco@adv.oabsp.org.br

Nao cabe a ninguem "executar", 111 detentos, ca...

Carlos Bianco (Consultor)

Nao cabe a ninguem "executar", 111 detentos, cabe apenas a estes detentos, executar suas vitimas incautas em seus lares, em seus trabalhos, suando para conseguir sua comida. Quando detentos, rebelados,munidos de armas artesanais que colocam em risco a vida e o direito de policiais e funcionarios dos presidios, assim como de outros, reivindicando "direitos", que suas vitimas jamais tiveram, encontraram policiais preparados, para reprimir e desarma-los, resultando em muitas mortes, porem, hoje vemos que o sistema prisional esta errado, equivocado, retrogrado, que em nada contribui para "reeducar e ressocializar" o detento. Precisa-se mudar radicalmente o sistema prisional, nao condenar por "manchetes senssacionalistas" quem foi obrigado a intervir para manter a ordem. Nao condenar e execrar da sociedade, quem teve a ardua missao de manter a paz.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.