Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Combate à prostituição

Polícia Federal deflagra operação contra tráfico de seres humanos

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta feira (14/12), a Operação Afrodite contra o tráfico de seres humanos para prostituição. Cerca de 100 policiais federais participam da operação. Estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Juquitiba e Santo André. Policiais rodoviários federais também estão colaborando para o cumprimento das prisões.

As investigações começaram há cerca de seis meses. De acordo com a PF, os criminosos eram contatados por clientes que forneciam o perfil desejado como tipo físico, idade, cor dos olhos e posteriormente recebiam dos agenciadores, por e-mail, um catálogo de fotos com as pessoas selecionadas.

Segundo os policias, durante as investigações foi possível verificar que os “preços” de algumas pessoas, dependendo do destaque na mídia, chegavam à R$ 100 mil. A líder da organização criminosa se intitula como “a maior cafetina do Brasil”.

Os presos responderão pelos crimes de formação de quadrilha, tráfico de mulheres, rufianismo e promoção, intermediação do transporte de pessoa para exercer prostituição, cujas penas variam de 1 a 8 anos de reclusão. Os mandados foram expedidos pelo Juizado da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

O nome da operação remete à deusa grega Afrodite que simbolizava o amor, o sexo e a beleza. Suas sacerdotisas eram prostitutas sagradas, que representavam a Deusa.

Revista Consultor Jurídico, 14 de dezembro de 2006, 10h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.