Consultor Jurídico

Furto na PF

Autor de furto de R$ 2,5 milhões no Rio é um policial federal

Por 

Quem roubou os R$ 2,5 milhões da sala-forte da PF do Rio foi um policial federal. A denúncia é do presidente da Fenapef — Federação Nacional dos Policiais Federais — Francisco Carlos Garisto.

"Já sabemos que o autor é um policial federal. Ele será preso logo. Pedimos desculpas por uma pessoa desonesta como essa desonrar o nome da PF. Já havíamos denunciado há muito tempo que aquela masmorra, aquele castelo medieval que é a PF do Rio não apresentava segurança alguma", disse Garisto.

A Fenapef emitiu nota em que pede desculpas à nação pelo sumiço de cerca de R$ 2 milhões da sala-forte da Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro. O sumiço foi descoberto na segunda-feira (19/9), pela manhã. Os valores, em euros e dólares, foram apreendidos na Operação Caravela, que investigou o tráfico internacional de drogas.

Os policiais federais afirmam que "os culpados irão pagar caro pelo desvio de conduta praticado" e que a instituição já demonstrou "várias vezes que não tem qualquer problema corporativo para prender seus pares que cometam crimes".

Na nota, a Fenapef ressalta que "a maioria esmagadora dos policiais federais do Estado do Rio de Janeiro é honesta, comemoraram a prisão dessa quadrilha internacional e foram igualmente surpreendidos pela desonestidade fortuita. Esses policiais com certeza saberão identificar quem praticou essa traição funcional".




Topo da página

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 21 de setembro de 2005, 16h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/09/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.