Consultor Jurídico

Lavagem de dinheiro

Juíza federal aceita denúncia contra Paulo e Flávio Maluf

A juíza Silvia Maria da Rocha, da 2ª Vara Federal de São Paulo, aceitou na íntegra a denúncia do Ministério Público contra o ex-prefeito Paulo Maluf e seu filho Flávio Maluf. A juíza não se manifestou a respeito do pedido de prisão.

O Ministério Público Federal deu parecer favorável ao pedido de prisão preventiva de Paulo e Flávio Maluf por coação de testemunhas, feito pela Polícia Federal na última quinta-feira.Segundo o advogado José Roberto Batochio, caso a juiza aceite o pedido, Paulo e Flávio Maluf deverão se apresentar espontaneamente à polícia.

Segundo o procurador da República Pedro Barbosa, os dois vão responder por corrupção passiva, lavagem de dinheiro, crime contra o sistema financeiro e formação de quadrilha. Também foram denunciados Simeão Damasceno, ex-diretor da empreiteira Mendes Júnior, e o doleiro Vivaldo Alves, o Birigüi.

Vivaldo Alves não havia sido indiciado pela Polícia Federal, mas não escapou do Ministério Público. O procurador, contudo, recomendou que a juíza observe se o doleiro mantém o depoimento prestado à Polícia, para que receba os benefícios da delação premiada.

Em depoimento, o doleiro afirmou que operava contas bancárias da família Maluf em Nova Iorque e que foi procurado por Flávio às vésperas de depor. Flávio teria pedido que o doleiro não contasse nada que pudesse comprometer o ex-prefeito.

Segundo a defesa de Maluf, a proposta foi feita no sentido contrário. O doleiro teria procurado Flávio pedindo US$ 5 milhões para não revelar informações sobre a família.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 9 de setembro de 2005, 21h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/09/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.