Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim de capítulo

Citibank decide afastar Daniel Dantas da gestão de seus fundos

O Citibank decidiu destituir o empresário Daniel Dantas da gestão de seus investimentos no Brasil. O banco, que é o maior do mundo, é o único investidor do CVC/Opportunity Equity Partners LP. Esse fundo, por sua vez, controla as empresas Brasil Telecom, Telemig Celular, Amazônia Celular, Santos Brasil (Porto de Santos), Metrô do Rio e Sanepar.

Segundo o site especializado Teletime, o contrato de gestão com Dantas terminaria em meados deste ano, mas o Citibank teria se antecipado depois que o empresário resolveu levar a leilão o controle das empresas Telemig Celular e Amazônia Celular, operação anunciada na semana passada. Até agora, o Citibank vinha apoiando amplamente as ações de Dantas.

Embora a decisão não se aplique automaticamente, em razão da complexidade do contrato de gestão, o desligamento do Opportunity representa uma vitória do governo Lula e da Telecom Itália, que trabalham juntos desde o início da administração petista nesse sentido. O fundo de pensão do Banco do Brasil, a Previ, também é acionista da Brasil Telecom, pivô da disputa internacional.

O troféu do campeonato, contudo, ainda não tem dono. Nos próximos dias, em Londres, árbitros ingleses decidirão se a Telecom Itália tem o direito de compor o bloco de controle da Brasil Telecom, o que o Opportunity tem impedido até agora. Caso a arbitragem entenda da mesma forma que decidiu a justiça fluminense, há poucos dias, que uma empresa não pode decidir os destinos da concorrentes, pode haver nova reviravolta, segundo advogados que acompanham o caso.

Como o Citibank já mostrou que não quer mais participar da tormentosa guerra no Brasil, é possível que o Opportunity seja o único comprador da parte do banco americano na BrT.

Revista Consultor Jurídico, 10 de março de 2005, 0h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/03/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.