Consultor Jurídico

Caso de polícia

Justiça abre inquérito policial contra a presidente da Febem

O juiz Marcelo Freire Gonçalves, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, determinou que Polícia Federal instaure inquérito policial contra a presidente da Febem de São Paulo, Berenice Maria Giannella. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (29/6).

A Justiça pede que seja apurado “crime de desobediência por descumprimento de determinação judicial”. No mesmo despacho, o juiz determinou a expedição de ofício ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, “para que tome as providências a respeito da decisão judicial e, se assim entender, apure as responsabilidades administrativas”.

A decisão foi tomada depois que o Sindicato dos Trabalhadores da Febem pediu a prisão da presidente da fundação. Eles alegam que Berenice insiste em descumprir a decisão que determinou a reintegração dos funcionários demitidos da instituição.

A decisão assegurou “direito ao emprego” aos funcionários concursados que trabalham na fundação há mais de 3 anos. Aos demais, foi concedida estabilidade no emprego de 60 dias.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 29 de junho de 2005, 12h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/07/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.