Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Briga na geral

Torcedor são-paulino acusado de assassinato pede Habeas Corpus

O Supremo Tribunal Federal recebeu Habeas Corpus, com pedido de liminar, do ex-presidente da Torcida Independente, oganização de torcedores do São Paulo Futebol Clube.

C.A.A.J. é acusado de matar Mauro Roberto da Costa, em fevereiro de 2003, em briga entre integrantes da Independente e da Mancha Verde, do Palmeiras. Preso em flagrante, ele pede para aguardar o julgamento em liberdade.

Segundo a defesa, não existem provas no processo que justifiquem a manutenção da prisão cautelar por tempo excessivo. Alegam também que as testemunhas que apontam C.A. como autor do crime pertencem ao grupo rival, a Mancha Verde. "As duas únicas testemunhas ouvidas que não estão ligadas a qualquer agremiação, dois motoristas de ônibus, não souberam identificar os autores da agressão", afirmam.

Depois de afirmar que devem ser tomadas medidas que pereservam a grandeza do futebol brasileiro, os autores dizem que isto não pode ser feito com o sacrif~icio dos direitos individuais.

Revista Consultor Jurídico, 20 de janeiro de 2005, 21h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/01/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.