Consultor Jurídico

Jogo duplo

PF prende empresário e Justiça americana bloqueia dinheiro

O empresário Algemiro Moutinho, dono da Transmar Turismo, foi preso em São Paulo nesta quarta-feira (14/12). Ao mesmo tempo, a Justiça dos Estados Unidos bloqueou US$ 158 mil da empresa, que estavam depositadas no Israel Discount Bank, em Nova Iorque. A operação, coordenada pelo Ministério Público Federal no Paraná, foi batizada de Naufrágio.

A Polícia Federal também cumpriu sete mandados de busca e apreensão na Transmar, em São Paulo e Santos. Os proprietários da empresa de turismo foram denunciados por lavagem de dinheiro e crimes contra o Sistema Financeiro Nacional. Eles também são acusado de fazer operações irregulares na conta Sweet Moon, no Merchants Bank, que já teve US$ 117,6 mil bloqueados em 2002.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 15 de dezembro de 2005, 18h33

Comentários de leitores

1 comentário

Li a matéria que ressaltava a eficiência do M...

HERMAN (Outros)

Li a matéria que ressaltava a eficiência do MP brasileiro em conjunto com a Justiça Americana para prender um empresário e bloquear seus bens, que segundo consta, teria U$ 158 mil num banco de Nova Iorque. Fico sem entender! Como podem ficar incólume pessoas que repassaram um milhão de reais em dinheiro (ora guardado em cofre, ora entregue por uma funcionária do partido, ora doação não contabilizada), para umas das empresas do Vice-Presidente da República. Como podem ficar incólume as pessoas envolvidas em movimentação financeira sem lastro de milhares de reais usurpados de empresas públicas. Como podem ficar incólumes elementos que estavam destruindo notas fiscais (provas de processo), aqui me enganei, encontra-se preso um policial civil aposentado, irmão do contador da empresa. Do que se conclui que é crime de menor potencial o roubo dos cofres públicos de milhares, quiçá, bilhões de Reais que foram retirados dos projetos de ensino, saúde, habitação etc. Venhamos e convenhamos, ou alguma coisa está muito errada, ou os valores estão pervertidos.

Comentários encerrados em 23/12/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.