Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dia de fúria

Acusado de matar mulher tenta agredir ex-sogra em julgamento

Um homem acusado de ter matado sua companheira, conseguiu interromper o próprio julgamento ao tentar agredir a ex-sogra. O caso aconteceu, nesta quinta-feira (25/11), durante uma sessão do Tribunal do Júri de Brazlândia (DF).

Lucimeire de Souza, moradora de Brazlândia, morreu no início deste ano vítima de envenenamento. O acusado de tê-la envenenado é o próprio companheiro, Fernando Dias de Oliveira. Apesar de viverem juntos há algum tempo, os dois não eram casados.

O Júri estava ouvindo o depoimento da mãe da vítima, Raquel Bhianca de Souza, quando Oliveira partiu para cima da ex-sogra passou a agredi-la fisicamente. Após o tumulto, Raquel foi levada para o IML para fazer exame de lesões corporais.

Na confusão, até a irmã do acusado, Graciele Dias de Oliveira, acabou sendo detida pela polícia ao se envolver na agressão. A mãe de Oliveira, Regina Dias, que estava acompanhando tudo, passou mal e teve de ser levada pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital de Brazlândia.

Sem condições de prosseguir com o interrogatório, o juiz Brenno de Carvalho Pieruccetti declarou encerrada a sessão. Agora o caso terá de aguardar o agendamento de novo júri.

Processo: 2003.02.1.002072-9

Revista Consultor Jurídico, 26 de novembro de 2004, 13h07

Comentários de leitores

2 comentários

É uma sina a sogra apanhar, mas no tribunal é d...

Clovis Roberto de Gomes Macedo ()

É uma sina a sogra apanhar, mas no tribunal é demais!

Existe ex-sogra no direito pátrio? Comenta juri...

O Martini (Outros - Civil)

Existe ex-sogra no direito pátrio? Comenta jurista, de fim de semana em direito de família, que vínculo com sogra é até que a morte nos separe, sem possibilidade de divórcio, separação ou algo semelhante.

Comentários encerrados em 04/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.