Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sexo passional

EUA: Marido admite ter matado mulher durante ato sexual

O norte-americano Joseph Micale, de 35 anos, admitiu que estrangulou sua mulher durante um ato sexual. A informação é da agência de notícias Associated Press.

Micale declarou-se culpado da acusação de homicídio por negligência na morte da mulher, Maureen, em dezembro de 2003. Ela morreu asfixiada, com o fio do telefone ao redor do pescoço, enquanto o casal transava. Ao perceber que a mulher havia morrido, Joseph tentou simular um suicídio por enforcamento e acabou indiciado por assassinato.

Inicialmente Micale havia sido indiciado por homicídio em segundo grau, cuja sentença pode chegar a 15 anos de detenção. O juiz John Brunetti disse que caso Micale admitisse a culpa, o sentenciaria a cinco anos de liberdade condicional, em uma audiência prevista para 15 de setembro. Micale também aceitou renunciar à guarda de seu filho de um ano de idade.

Revista Consultor Jurídico, 20 de julho de 2004, 19h50

Comentários de leitores

1 comentário

Aos mais afoitos, vale a advertência !

Marco Antonio Moreira Pontes ()

Aos mais afoitos, vale a advertência !

Comentários encerrados em 28/07/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.