Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Rapidez tecnológica

Inquérito Policial Digital é lançado por Segurança Pública do PR

O novo método "Inquérito Policial Digital" -- que reduzirá o tempo de elaboração do inquérito de seis horas para no máximo quarenta minutos -- foi apresentado na quarta-feira (14/1) na Delegacia de São José dos Pinhais (PR). O secretário de Estado da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari, lançou a iniciativa inédita no Brasil.

Na primeira fase, o sistema vai operar apenas em São José dos Pinhais. Em seguida, os Distritos Policiais de Mercês e Portão.

Para Delazari, o Paraná saiu na frente no processo de informatização das Delegacias de Polícia do País. "Estamos inaugurando uma nova era na Polícia Civil do Paraná", disse o secretário.

No modo atual de autuação em flagrante, todos os envolvidos aguardavam a digitação dos autos e a conclusão do processo, com a assinatura do delegado. No inquérito digital, todas as partes gravam seus depoimentos, através de uma webcam e microfones conectados a um computador. E depois assinam um documento que atesta a veracidade das informações prestadas. "Os depoimentos serão feitos em áudio e vídeo, gravados em CDs com cópias de segurança", explicou Delazari.

O Inquérito Digital permite que sejam filmadas lesões corporais, documentos, armas e outros objetos. Para o desenvolvimento do projeto foi utilizada a linguagem PHP, conforme a filosofia do Governo do Estado em utilizar o software livre. Todos os equipamentos de informática necessários têm um custo aproximado de R$ 2,2 mil. Para utilizar o programa, os policiais civis que irão trabalhar com o sistema foram treinados.

O "Inquérito Policial Digital" será um aliado da Justiça. O juiz da 2ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, Roberto Negrão, destacou vantagens além da agilidade. "São José dos Pinhais é a primeira comarca a utilizar a audiência digital. Este sistema do Inquérito Policial Digital vai dar maior fidelidade à ação penal. O juiz vai poder interpretar de forma mais fiel o depoimento das partes", avaliou. (SSP-PR)

Revista Consultor Jurídico, 16 de janeiro de 2004, 11h34

Comentários de leitores

2 comentários

Pesso providências ao Estado do Paraná: Tive u...

Tony (Bacharel)

Pesso providências ao Estado do Paraná: Tive um Veículo Fiat Uno Mille de cor verde (placa AES-7554, Brasília-DF) furtado em Brasília-DF,em 06/09/2004, conforme ocorrência policial nº 20.701/2004-1, registrada na 1ªDP de Brasília-DF. Informo que este veículo levou uma multa no dia 14/11/2007 por avançar o sinal vermelho na Avenida Das Américas X Senador Souza Naves no Munícipio de São José dos Pinhais-PR. Conforme Auto de Infração nº 278850-A000010013. Pesso ajuda para encontrar este veículo que pertence a mim Gladstone Miranda, telefone-61-33690079.

Parabéns ao Estado do Paraná por essa magnífica...

Láurence Raulino (Outros)

Parabéns ao Estado do Paraná por essa magnífica iniciativa na área de sua Polícia Judiciária. Esse é um passo importante para que amanhã a experiência seja estendida às outras áreas do governo, que poderá vir racionalizar os mais diferentes setores da administração, dando mais agilidade no atendimento do interesse público e reduzindo os altos custos da máquina estatal. Amanhã, quase certamente, outras áreas do estado, como o Poder Judiciário, especialmente, também poderão experimentar o processo digital - atualmente apenas ensaiado -, que hoje já é vislumbrado para o futuro dentro de um modelo inédito e revolucionário, sob todos os pontos de vistas, mas já bem plausível, no qual a interferência humana na aplicação do direito venha a ser a mínima possível, de modo que o subjetivismo na aplicação da lei seja reduzida aos limites da concepção programática.

Comentários encerrados em 24/01/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.