Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Olho por olho

Homem que perdeu família em acidente aéreo é acusado de matar piloto

Apenas um dia depois do assassinato do piloto da empresa aérea Skyguider, um homem de 48 anos foi preso nesta quarta-feira (25/2) à noite pela polícia suíça com fortes indícios de ser o autor do crime. O suspeito, cuja identidade não foi revelada, teria sido movido por vingança.

Em 1º de julho de 2002, uma colisão entre dois aviões nos céus suícos acabou com um saldo de 71 mortos. Entre eles, estavam a mulher e dois filhos do suspeito -- uma menina e um menino.

No decorrer das investigações da causa do acidente, a Skyguider foi recentemente criticada por possível falha humana. O piloto assassinado era o único funcionário em serviço, em solo, no dia do acidente aéreo.

A arma do crime, uma faca retrátil, foi achada nas imediações da casa do piloto. Segundo o chefe da Polícia Criminal de Zurique, o homem teria mostrado a uma vizinha do piloto um bilhete com seu nome e perguntado onde ele morava. A vizinha indicou a casa da vítima.

O suspeito se encontrou com o piloto no jardim da casa e o esfaqueou. A vítima morreu por hemorragia, com profundas perfurações no coração e pulmão. (Bluewin)

Revista Consultor Jurídico, 26 de fevereiro de 2004, 16h24

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/03/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.