Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Turnê limitada

Justiça proíbe Belo de fazer shows fora do Rio de Janeiro

O cantor, Marcelo Pires Vieira, o Belo, só poderá fazer shows no município do Rio de Janeiro. A decisão é do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça, que manteve decisão do ministro Nilson Naves, presidente do STJ.

O cantor pretendia obter a permissão para fazer espetáculos em São Paulo. Para isso, alegou que "vive dos shows. Dezenas de outras pessoas, auxiliares na realização dos espetáculos, direta ou indiretamente também". Acrescentou, ainda, que sua locomoção seria apenas para fazer os shows e que retornaria para o RJ logo após o término de cada evento.

Fischer argumentou que não vislumbrou qualquer motivo para se alterar as condições estabelecidas pelo presidente do STJ ao apreciar a pretensão liminar. E solicitou, com urgência, informações junto à Oitava Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e determinou vistas ao Ministério Público Federal.

Belo foi condenado, em dezembro de 2003, a oito anos de reclusão em regime integralmente fechado por associação ao tráfico de drogas. (STJ)

HC 32.862

Revista Consultor Jurídico, 20 de fevereiro de 2004, 14h56

Comentários de leitores

5 comentários

Parabéns ao Judiciário. Lembre-se que a justiça...

Carlos Alberto de Arruda Silveira ()

Parabéns ao Judiciário. Lembre-se que a justiça é cega. Em breve o tal "BELO" estará fazendo shows na polinter ou em alguns dos anexos do complexo de bangu. É uma pena comentários como o de José Cícero de Manaus.

Diferente dos argumentos anteriores, estou de a...

Viviane Darnel ()

Diferente dos argumentos anteriores, estou de acordo com a decisão do Mnistro do STJ, pois estando ele envolvido com o trafico de drogas, mesmo que não diretamente, acaba contribuindo para a continuidade do ato ilicito de traficar. Quantas pessoas inocentes ainda vão ser mortas ou prejudicadas por conta do mundo das drogas? Também não iria ao seu show, mas esta opinião nada tem haver com a minha predileção musical.

Sempre acreditei que a Justiça se faz com bom s...

Benedito Tavares da Silva ()

Sempre acreditei que a Justiça se faz com bom senso e equilíbrio. Alguns acham que se faz com poder. Não aprecio as músicas do cantor e certamente não iria a um de seus shows, mas nesse caso, ao acaso, lembrei-me de uma letra de Fagner, já questamos falando de cantor. "... sem o seu trabalho o homem não tem honra...". Mas como com quem pode não se brinca, o Belo é livre para exercer a sua profissão, desde que exerça onde o a Justiça o determine. A justiça o condenou, o prendeu, o soltou... soltou? Não, o tirou de uma cela de alguns m2 para uma do tamanho do município do RJ. O rapaz continua preso.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 28/02/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.