Consultor Jurídico

Ringue político

Governador do DF ajuíza queixa-crime contra deputado federal

O governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, entrou com queixa-crime contra o deputado federal, Geraldo Magela, por injúria, calúnia e difamação. A queixa-crime foi impetrada, no Supremo Tribunal Federal, por causa de entrevista veiculada no dia 2 de junho no jornal Correio Braziliense.

Na entrevista, o deputado acusou o governador de "colocar Brasília como a cidade mais violenta do país", o classificou de "incompetente" e disse que ele estaria usando a máquina do governo para se reeleger. Além disso, teria aumentado o preço na construção da terceira ponte sobre o lago Paranoá para angariar fundos para sua campanha à reeleição.

De acordo com a defesa do governador, o deputado mentiu ao não comprovar com dados um eventual aumento da criminalidade em Brasília - não houve comparação de índices para identificar o aumento.

Roriz argumentou que o deputado utilizou sua prerrogativa de político para emitir opiniões com a intenção de ofendê-lo. Segundo o jornal, "em posição de ataque, Magela chamou Roriz de incompetente e mentiroso e insinuou que o governador irá pavimentar a campanha pela reeleição com dinheiro da terceira ponte do lago Sul (área nobre do Distrito Federal)".

INQ 1825




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de junho de 2002, 17h58

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/06/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.