Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Protestos de junho

Processo contra 23 ativistas do Rio de Janeiro entra na fase das alegações finais

O Ministério Público do Rio de Janeiro tem 10 dias para apresentar suas alegações finais em relação ao processo contra 23 ativistas que respondem por associação criminosa e por promover atos violentos nos protestos de junho de 2013. O prazo foi estipulado pelo juiz do caso, Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau, da 27ª Vara Criminal da capital.

Nesta quarta-feira (5/8), Itabaiana ouviu Elisa Quadros Pinto Sanzi, a Sininho, uma das líderes do movimento, que estava foragida. Ela negou participação em qualquer ato de violência. Estava previsto, também, o depoimento da ativista Karlayne Morais Pinheiro, a Moa, mas ela optou pelo direito de permanecer em silêncio.

Após o MP apresentar suas alegações, a Defensoria Pública também terá 10 dias para se manifestar. Na sequência, será a vez dos advogados dos réus, que terão o mesmo prazo. Decorrido esse tempo, o processo, que conta com 35 volumes, retornará para o juiz proferir a sentença. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RJ.

Processo 0229018-26.2013.8.19.0001

Revista Consultor Jurídico, 6 de agosto de 2015, 18h07

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.