Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prisão temporária

Polícia Civil do Rio prende 19 ativistas na véspera da final da Copa do Mundo

Dezenove ativistas foram detidos neste sábado (12/7) por suspeita de envolvimento em atos violentos durante protestos nos últimos meses no Rio. A ação, deflagrada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, cumpriu mandados de prisão temporária, expedidos pela 27ª Vara Criminal da Capital.

Os detidos foram levados para a Cidade da Polícia, no bairro do Jacaré, subúrbio da cidade. Um professor de História, cujo nome não foi divulgado, foi detido em casa, na Urca, zona sul carioca. No imóvel, a polícia encontrou uma máscara de proteção contra gás lacrimogêneo.

Em Porto Alegre, a polícia prendeu, na casa do namorado, uma ativista, que deve embarcar no final da tarde no Aeroporto Salgado Filho com destino ao Rio, escoltada por policiais civis fluminenses para cumprir o mandado de prisão temporária expedido pela Justiça.

Computadores, laptops e material explosivo foram apreendidos durante a ação, segundo a Polícia Civil. 

Atos previstos
Neste domingo (13/7), há dois atos contra a Copa programados pelas redes sociais no Rio de Janeiro. A concentração do ato organizado pelo Comitê Popular da Copa será às 10h, na Praça Afonso Pena, na Tijuca, zona norte da capital fluminense. A final está marcada para as 16h, no Estádio do Maracanã, entre Alemanha e Argentina. Entre as reivindicações do grupo, estão o fim dos despejos e remoções forçadas, a desmilitarização das polícias e democratização dos meios de comunicação.

Também no Rio de Janeiro, a Frente Independente Popular convoca, pelo Facebook, a "Grande Manifestação Fifa Go Home! Não vai ter final!", com concentração às 13h, na Praça Saens Peña, também na Tijuca. Na mesma hora e local, a Associação de Defesa da Favela Chapéu Mangueira se juntará ao protesto, com o slogan "A Festa Nos Estádios Não Vale as Lágrimas Nas Favelas". Com informações da Agência Brasil. 

Revista Consultor Jurídico, 12 de julho de 2014, 16h51

Comentários de leitores

1 comentário

Cirquinho barato altamente previsivel

hammer eduardo (Consultor)

Neste domingo , com o Brasil devidamente "desembarcado" da Copa , ocorre a famosa "final" em que teremos a presença de Chefes de estado como Putin e Angela Merkel. O controle do Pais e atualmente do Rio de Janeiro entregue nas mãos sujas da QUADRILHA da Foifa , ja deixou claro que não quer baderna , vai dai esta ação cirurgica/preventiva de caçar no laço os ditos cabeças destes movimentos populares que causaram aquele tremendo "sacode" no Pais a um ano atras. Estão dando muito valor a esta tal de "sininho" que pode terminar ganhando uma massa critica perigosa . Neste domingo teremos tudo disponivel a nivel de repressão por terra e por ar tambem , existe um medo histerico de atentados terroristas aproveitando a grande final que vai ser uma fantastica vitrine para o mundo. O jogo vai ser embolado porem o "filé" deverá ocorrer no final quando dilmão deverá entregar a taça debaixo de uma previsivel vaia que sera a continuação da primeira. Fico curioso para tentar adivinhar qual o "macete" para esconderem o barulho com algum outro tipo de barulho maior ainda.
Esta copa JAMAIS poderia ter ocorrido devido ao desvio de recursos VITAIS para outras areas carentes como infraestrutura , saude e educação. O des-governo petralha se uniu a ESCORIA dos bandidos europeus desta tal de FIFA que chegaram aqui falando grosso , criaram LEIS que vão de encontro as nossas e por ai vai , foi a maior reunião de bandidos do mesmo calibre "nunca dantiz" vista por aqui. Com o desmonte do circo futebolistico , voltaremos a real e varias investigações virão em fila bem como livros esmiuçando a gigantesca roubalheira que fez a alegria de bandidos e seus respectivos partidos. Agora é esperar os primeiros livros a respeito. Que nojo !

Comentários encerrados em 20/07/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.