Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novo endereço

Teori Zavascki toma posse como ministro do STF

Por 

Tomou posse nesta quinta-feira (29/11), no Supremo Tribunal Federal, o ministro Teori Albino Zavascki. Ele assumiu a vaga deixada em aberto com a aposentadoria do ministro Cezar Peluso, que completou 70 anos em setembro. A cerimônia de posse foi prestigiada por autoridades e representantes dos três Poderes, além dos colegas de corte, ministros aposentados e membros do Poder Judiciário.

Descendente  de italianos e poloneses, Teori Zavascki nasceu no interior de Santa Catarina em 1948. Formou-se em Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atuou como advogado do Banco Central de 1976 a 1989, quando ingressou, pelo quinto constitucional da advocacia, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que presidiu. Em 2003, foi nomeado ministro do Superior Tribunal de Justiça pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, embora tenha sido indicado originalmente por Fernando Henrique Cardoso. Zavascki foi a escolha da presidente Dilma Rousseff para subsituir Cezar Peluso ainda em setembro.

De perfil técnico e respeitado pela doutrina criada nas áreas de Direito Administrativo e Tributário, o novo ministro do Supremo Tribunal Federal é também conhecido por sua discrição e pelo rigor com que trata o devido rito processual. Zavascki é ainda autor das obras “ Processo de Execução – Parte Geral”  e “Eficácia das Sentenças na Jurisdição Constitucional” , entre outras.

“Quem tem que aferir a vontade do povo são os integrantes de poderes do Estado que são eleitos com essa missão. O dever do juiz é aplicar as leis, as regras legítimas”, disse o ministro durante entrevista coletiva nesta semana em razão da posse.

“Quando um problema novo vem para o juiz, e a respeito dele não há uma prévia atuação legislativa, o juiz não pode se eximir de julgar”, observou ainda durante a coletiva de imprensa. “A única coisa que ele não pode fazer é deixar de fazer a regra, a norma para o caso concreto”, afirmou.

A solenidade de posse durou exatos 15 minutos e foi prestigiada por cerca de 400 convidados. Entre os antigos membros da corte, compareceram os ministros aposentados Ellen Grace, Ayres Britto, Cezar Peluso, Ilmar Galvão, Eros Grau, Aldir Passarinho, Sepúlveda Pertence, Carlos Velloso e Francisco Rezek, além de membros dos demais tribunais superiores. O novo ministro foi conduzido ao Plenário pelo decano da corte, Celso de Mello, e também pela, até então, mais nova integrante, ministra Rosa Weber.

 é repórter da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 29 de novembro de 2012, 17h09

Comentários de leitores

5 comentários

conselho para o Teori

Ricardo T. (Outros)

Ministro Teori pense bem: se você julgar contra a imprensa, contra o jornal nacional, folha de são paulo, estadão, conjur, vão acabar com você. Jogue para torcida e seja um herói. Veja a nossa heroína Eliana. Vai ser candidata depois que se aposentar, seguindo o caminho do herói Protógenes. Seja um herói! Seja outro Joaquim!

Legitimidade

BCG (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

"O dever do juiz é aplicar as leis, as regras legítimas".
Aí está a possibilidade de dar um basta no crescente ativismo judicial ilegítimo que tanto deturpa e degenera o sistema jurídico às justificativas de atingir um ideal subjetivo de justiça.

pró banqueiros pró petralhas

galo (Outros)

É o início da derrocada total do STF e dos valores plasmados na Constituição Federal de um lado, e de outro, passará a vigorar a "ética na justiça" petista, tal qual a "ética na política" vigente!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 07/12/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.