Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corrida em números

Veja quem são os pré-candidatos preferidos à OAB

Por 

Wadih Damous no Rio de Janeiro, Alberto Toron em São Paulo, Henrique Mariano em Pernambuco, Cláudio Lamachia no Rio Grande do Sul e Francisco Caputo no Distrito Federal. Se as eleições estaduais da Ordem dos Advogados do Brasil fossem hoje, esses seriam os presidentes eleitos, segundo a pesquisa feita pelo reconhecido Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) — a primeira sobre as eleições para a OAB em 2012.

Mesmo que as pré-campanhas tenham começado cedo, a maioria dos advogados ainda está indecisa sobre a eleição. A pesquisa, feita com 7,9 mil advogados em abril deste ano, mostra que em apenas cinco estados e no Distrito Federal o número dos que já escolheram candidato é maior do que o grupo dos indecisos.

O campeão nas intenções de voto é Henrique Neves Mariano, atual presidente da OAB de Pernambuco, que tem 52% dos votos dos advogados de sua seccional. Outros dois candidatos do estado dividem 7% dos votantes na pesquisa estimulada (quando os nomes são apresentados ao eleitor), enquanto 38% dos 200 profissionais ouvidos não responderam ou não sabem em quem votar, ficando no chamado “grupo dos indecisos”.

A medalha de prata nas intenções de voto ficou com Henrique Tibúrcio, presidente da seccional goiana da OAB. Em 2009, Tibúrcio deixou a vice-presidência da entidade para ocupar a cadeira de presidente e, hoje, tem 49% dos votos dos advogados de Goiás. O presidente da OAB-GO mantém distância do segundo colocado, Leon Diniz — que tem 10% das intenções de voto e já foi candidato à presidência em 2006 — e de outros dois candidatos, que têm 3% cada um. Dos 200 advogados ouvidos em Goiás, 33% estão ainda indecisos.

O terceiro colocado no ranking das intenções de voto da pesquisa é o presidente da OAB do Rio de Janeiro, Wadih Damous. Mesmo já tendo manifestado que não vai participar do próximo pleito, Damous ficou com 47% das intenções de voto dos advogados fluminenses. O candidato da situação, Felipe Santa Cruz, que atualmente preside a Caixa de Assistência ao Advogado do Rio de Janeiro, garantiu apenas 4% dos votos.

Maioria indecisa
São Paulo, onde a pré-campanha começou já em novembro de 2011, tem o maior número de advogados indecisos entre os 13 estados onde houve pesquisa estimulada — aquela em que os advogados receberam uma lista com nomes de candidatos. Os indecisos paulistas somam 73%. Entre os candidatos listados pela pesquisa — Alberto Toron, Marcos da Costa e Raimundo Hermes Barbosa — Toron levou a melhor e ficou com 10% das intenções de voto. Marcos da Costa ficou com 6% e Raimundo Hermes com 5%, mesma quantidade de pessoas que respondeu que não iria votar em nenhum dos três nomes, anular o voto ou votar em branco.

Nos 14 estados em que nenhum nome foi apresentado aos respondentes (chamada espontânea), o índice de indecisos é ainda maior, variando entre 70% e 95%. O estado com maior número de indecisos é o Paraná, onde 95% dos advogados disse não saber ou preferiu não responder em quem vai votar no próximo pleito. O nome que mais apareceu nas respostas foi o de Lúcio Glomb, atual presidente da entidade, com 3% das intenções de voto.

Veja os resultados da pesquisa em cada seccional:


























 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 28 de maio de 2012, 20h02

Comentários de leitores

13 comentários

Dr. Toron!

Pek Cop (Outros)

Como já escrevi em texto anterior, o Dr. Toron é um advogado de garra e persistente, hoje eu com uma visão pouco maior sobre o que é um verdadeiro advogado, sei que o Dr. Toron se coloca no lugar do cliente para sua maior defesa, quero em público pedir desculpas a este excepcional advogado que em matéria anterior fiz severas críticas a respeito do nobre defensor(caso em que ele defendeu o seu cliente o caminhoneiro que causou um acidente e matou algumas pessôas), DR. ALBERTO ZACHARIAS TORON, PEÇO EM PÚBLICO PERDÃO PELAS MINHAS PALAVRAS!!! josé luiz pek.

Humor

Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor)

Você persiste que o meu comentário é infeliz! Pelo visto não sabe interpretar. Nosso candidato, é um grupo enorme de advogados que apoiam o vice-presidente da atual administração. Eu não disse que era seu candidato. Aliás quero entender porque seu candidato só impetra Habeas Corpus para advogados renomados, quando as prerrogativas são ofendidas? Porque ele não defende as prerrogativas dos advogados que não são famosos? Ele só quer saber do filé, só de casos de repercussão? Até agora não consigo entender quem fez parte de duas gestões da atual administração, aliar-se ao responsável que deixou a Polícia Federal invadir os escritórios de advocacia, quando Ministro da Justiça, e a quem quando vice-presidente da OAB, não efetuou o repasse da CAASP, deixando uma divída de R$ 32.000.000,00 (trinta e dois milhões de reais) para a atual administração. Não são argumentos, são fatos concretos.

Uso da máquina...

Eduardo.Oliveira (Advogado Autônomo)

Sr Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor), que tal os candidatos deixarem de usar os meios institucionais para se promoverem?
Que tal fazerem do "Jornal do Advogado" um instrumento de difusão cultura e aperfeiçoamento, em vez de simples veiculador de promoção particular de "dirigentes" da Ordem?
Eu não quero abrir o site da OAB/SP e deparar-me com os resultados de uma pesquisa da qual não participei, e sequer fui informado de sua realização.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 05/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.