Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Contra criminalidade

MP e governo mineiro assinam acordo sobre homicídio

Em Minas Gerais, Ministério Público e governo do estado assinaram um acordo de cooperação técnica para tentar diminuir os índices de homicídio. “O acordo tem o objetivo de trocar informações, mas sobretudo de coibir, combater e diminuir a criminalidade em nosso estado”, disse o governador, Antonio Anastasia. A assinatura do convênio aconteceu durante o encerramento do X Congresso Estadual do Ministério Público, realizado em Araxá (MG), neste sábado (26/5).

A parceria é uma das medidas previstas no Plano Integrado de Enfrentamento à Violência em Minas Gerais. Com investimentos previstos de R$ 225 milhões, o Plano reúne ações, novos métodos e estratégias para a segurança pública, visando à redução dos índices de criminalidade violenta no Estado.

Com o acordo, o Ministério Público passa a frequentar as reuniões semanais do Colegiado de Defesa Social, de reuniões regionalizadas da metodologia Integração da Gestão em Segurança Pública Igesp, do Comitê Interinstitucional de Monitoramento e Repressão de Crimes Violentos e do Grupo de Intervenção Estratégica (Gie).

É nas reuniões da metodologia Igesp que são realizados diagnósticos da criminalidade violenta na região de atuação das polícias, estabelecidas metas objetivas de combate à criminalidade e também são conhecidas as demandas das instituições. Com informações da Assessoria de Comunicação do MP-RJ.

Revista Consultor Jurídico, 27 de maio de 2012, 13h46

Comentários de leitores

1 comentário

Conjur 13/05/2012 13h04

alvarojr (Advogado Autônomo - Consumidor)

Diminuir os índices de homicídio parece uma meta muito ousada para um Estado que tem o pior índice de conclusão de inquéritos policiais sobre homicídios segundo o inqueritômetro do CNMP conforme noticiado por este Conjur (http://www.conjur.com.br/2012-mai-13/quarto-inqueritos-homicidio-doloso-somem-alagoas-mp).
Medida midiática sem garantia alguma de eficácia.

Comentários encerrados em 04/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.