Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Obama no Brasil

Detidos em ato no Consulado dos EUA pedem liberdade

Os advogados do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado do Rio de Janeiro estão tentando libertar 13 pessoas detidas na tarde de sexta-feira (18/3) durante manifestações contra o Consulado dos Estados Unidos na capital do estado. A defesa dos manifestantes entrou com pedido de Habeas Corpus neste sábado (19/3). De acordo com a Polícia Civil, eles estão no Presídio Ary Franco, conhecido como Água Santa (para homens), e Bangu (para mulheres). As informações são da Agência Brasil.

A manifestação aconteceu em virtude da visita do presidente dos EUA, Barack Obama, que está no Brasil. Um vigilante do consulado, atingido por um coquetel molotov, ficou ferido. A Polícia Militar informou que os manifestantes jogaram um artefato incendiário durante o ato. Já a assessoria de imprensa do partido alega que nada aconteceu.

Segundo o presidente do partido no Rio, Cyro Garcia, o movimento foi pacífico. ”E foi assim o tempo todo. Só que no final, na chegada ao consulado norte-americano, houve elementos infiltrados na passeata, que era pacífica. E lançaram o coquetel molotov, ensejando essa ação da polícia”, explica. Participou, além do PSTU, a Coordenação Nacional de Lutas (Conlutas).

Trabalhadores, estudantes, donas de casa, uma aposentada e um adolescente menor de 16 anos estão entre os detidos – esse último está na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente. Eles foram enquadrados por tentativa de incêndio e lesão corporal. Dos 13, 10 são militantes do PSTU.

A polícia agora investiga quem teria fabricado as bombas incendiárias. Imagens das câmaras do consulado foram solicitadas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o esquema de segurança para o Theatro Municipal, onde acontece o discurso de Barack Obama, no domingo, está mantido. 

Revista Consultor Jurídico, 19 de março de 2011, 16h46

Comentários de leitores

3 comentários

Tem que ficar preso

JCláudio (Funcionário público)

Então, quem acha que estes pilantras não agiram de forma truculenta. Agem de forma selvagem e merecem a cadeia por usarem da violência no protesto.

Pura ignorância

Flávio (Funcionário público)

Esse povo brasileiro não merece isso. Já somos vistos como bárbaros pelo mundo civilizado e ainda vem esse pessoal do pstu fazer arruaça. Ainda mais na visita do presidente dos EUA, aposto que se fosse aquele ditador do Hugo Chavez fariam uma festa. Cana neles, e que só sejam soltos depois da páscoa.

Tamanha ignorância . . .

Ricardo, aposentado (Outros)

Há um grande equívoco nessas manifestações, na minha humilde opinião.
Acaso se sintam incomodados para partir para o protesto em relação a determinado dirigente ou mesmo a postura política adotada por determinado País creio eu que o protesto devesse se dar contra o DIRIGENTE ANFITRIÃO e não em relação ao CONVIDADO.
Quanta descortezia, ignorância e falta de educação . . .
Cada País tem o povo que merece . . .

Comentários encerrados em 27/03/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.