Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prisão internacional

Aumenta o número de presos portugueses no Brasil

O número de portugueses detidos nas prisões brasileiras aumentou 41,8% entre dezembro de 2008 e o mesmo mês de 2010, segundo dados do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça. Em dezembro do ano passado, estavam presos no Brasil 95 cidadãos portugueses. Dois anos antes, eram 67. A maioria dos prisioneiros portugueses no Brasil foram apanhados em flagrante quando atuavam como "mulas", ou seja, como correio das drogas. As informações são da Agência Brasil.

Os presos do sexo masculino foram os responsáveis pelo aumento. O número de homens de nacionalidade portuguesa presos no Brasil cresceu 66,7% em dois anos, passando de 48 para 80. Já o número de mulheres caiu de 19 para 15.

O aumento da quantidade de portugueses que cumprem pena nas prisões brasileiras acompanha a tendência de subida do número total de presos europeus, que cresceu 57,8% nesses dois anos.

Os maiores aumentos percentuais foram registados entre cidadãos de países do Leste europeu, como a Romênia, com 192,6%, passando de 27 para 79 presos. Apesar de ter tido uma subida menor, Portugal é o segundo país da Europa com mais presos no Brasil, perdendo apenas para a Espanha. Os espanhóis totalizam 175 detidos em prisões brasileiras.

O tráfico internacional de drogas está na origem de quase todas as detenções de portugueses no Brasil, segundo o grupo de trabalho da Defensoria Pública da União que acompanha a situação dos presos estrangeiros no país. "É muito raro portugueses conseguirem a liberdade provisória, porque não têm vínculos com o país. Acabam ficando presos durante todo o processo", diz o defensor público federal Gustavo Henrique Virginelli. Para ele, as atuais dificuldades financeiras da Europa, e em Portugal em particular, tornam muitos portugueses presas fáceis dos traficantes. 

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2011, 18h41

Comentários de leitores

3 comentários

Nossas prisões são as melhores

E. COELHO (Jornalista)

Estão certos os portugueses, prisão boa é no Brasil!
.
Nosso sistema carcerário já transformou vários presos em deputados federais, senadores e até presidente da república, quer coisa melhor?

EQUÍVOCO DE INTERPRETAÇÃO

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

A maioria que está presa é porque não entende muito bem a nossa maneira coloquial de comunicação. Exemplo: Quando saudados , na Alfândega Brasileira, com um "TUDO JOIA" ? Muitos responderam, "......Hum , não, metade é cacaina."

Vendedores de produtos falsos

Cristiano Candido (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

Aqui no interior tem aparecido algumas pessoas se dizendo portuquesas, que chegam mostrando passaporte, etc., e tentam vender réplicas de produtos de marcas famosas como se fossem originais. Muito cuidado!

Comentários encerrados em 18/07/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.