Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Penal capital

Dois chineses são condenados por leite contaminado

Dois chineses foram condenados à morte e outros três à prisão perpétua pelo envolvimento no escândalo de leite contaminado. Seis crianças morreram contaminadas no ano passado.

Zhang Yujun, que produziu e vendeu pó com melanina no escândalo do leite contaminado, foi condenado pela Corte Popular Intermediária de Shijiazhuang, no norte da China, por colocar em perigo a segurança pública, informa a agência oficial chinesa Xinhua.

Geng Jinping foi condenado por produzir e vender alimentos tóxicos. A chamada “proteína em pó” era vendida para fábricas de laticínios e usada na produção de leite em pó para aumentar o nível de proteína do produto.

Entre os 12 réus condenados nesta quinta-feira (22/1), seis receberam pena entre cinco e 15 anos de prisão. Um réu recebeu uma pena de morte suspensa, o que na prática significa que ele deve passar a vida na prisão se tiver bom comportamento.

Entre os condenados à prisão perpétua está Tim Wenhua, a ex-chefe do conselho do Grupo Sanlu, empresa que produziu e vendeu leite em pó contaminado.

Inicialmente o tribunal iria anunciar a sentença de 21 dos suspeitos de envolvimento no escândalo nesta quinta, mas depois afirmou que nove deles teriam a sentença revisada.

O leite em pó contaminado deixou cerca de 300 mil crianças doentes. Segundo a Anistia Internacional, a China executa mais prisioneiros condenados à morte por ano do que todos os outros países juntos.

Revista Consultor Jurídico, 22 de janeiro de 2009, 9h17

Comentários de leitores

5 comentários

Estudar é bom ! ! !

A.G. Moreira (Consultor)

Para quem diz que a China está na "idade da pedra", os EE.UU. estão na "era das cavernas" ! ! !
Fala sério, cara ! ! !
E continua estudando , para saber " que horas são" , tá ? ! ! !

china e condenações

araujocavalcanti (Advogado Autônomo - Família)

... já que o país importa toda sorte de inutilidades, futilidades, e outras congêneres, seria interessante, em um momento de rara lucidez, importar este Tribunal. É exatamente desta dinâmica que necessitamos para sairmos da idade da pedra, da insuficiência jurídica, e da falta de responsabilidade, e principalmente das inversões de valores, pois atualmente, a coisa está de tal sorte que o poste já está fazendo xixi no cachorro. Leio com certa apreensão a desculpas esfarrapadas, para que nada sério seja instalado, e se intalado, funcione como deveria, daqueles que por força de seus postos, data venia, deveriam ser o exemplo.

A China caminha muito bem!

Gabriel (Estudante de Direito)

Valorosíssima China. É o modelo do futuro. Só precisa tomar cuidado para não poluir o planeta nessa magnífica expansão. Serão os maiores do mundo não tenho dúvida, e espero poder ver isso ainda vivo.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 30/01/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.