Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Papel trocado

Juiz é acusado de crimes sexuais nos Estados Unidos

O juiz federal Samuel Kent, de Houston, Texas, virou alvo de acusações de crimes sexuais. Na semana passada, Kent foi indiciado pela Promotoria. E, na quarta-feira (3/9), apareceu pela primeira vez na corte para se defender de uma investigação feita pelo Departamento de Justiça americano. São três acusações: duas de abuso sexual com contato físico e outra de tentativa de assédio. As informações são do site Findlaw.

Se for condenado, o juiz pode pegar prisão perpétua e ainda ter de desembolsar uma fiança de US$ 250 mil. O advogado do juiz, Dick DeGuerin, sustenta que ele é inocente.

A ex-chefe de gabinete do juiz, Cathy McBroom, o acusa de assédio sexual em um período de quatro anos, a partir de 2003. Na última investida, segundo a ex-funcionária, o juiz teria violentamente arrancado sua blusa e sutiã e depois pulado para cima dela. Tais acusações foram investigadas, inicialmente, pelo Conselho Judicial da Quinta Corte de Apelações dos Estados Unidos.

Kent fez carreira como o único juiz disponível na ilha de Galveston, a 90 km de Houston. Ele foi apontado para o cargo pelo presidente George Bush, em 1990. Em suas sentenças, costumava fazer piadas sarcásticas contra advogados.

Revista Consultor Jurídico, 4 de setembro de 2008, 14h01

Comentários de leitores

1 comentário

Lá como cá, os "guardiões" da lei e da ordem nã...

Zerlottini (Outros)

Lá como cá, os "guardiões" da lei e da ordem não são bem isso, né não? Aqui, juízes roubam, vendem sentenças, vendem HC, etc. Lá, cometem crimes sexuais. Como dizia o Chico Buarque, "chame um ladrão, chame um ladrão..." Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Comentários encerrados em 12/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.