Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova estratégia

Cacciola pede intervenção da ONU para evitar volta ao Brasil

O ex-banqueiro Salvatore Cacciola recorreu, nesta terça-feira (8/7), ao comitê da ONU (Organização das Nações Unidas) contra a tortura para impedir sua extradição de Mônaco para o Brasil. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

O advogado de Cacciola, Frank Michel, disse que a estratégia é aguardar uma reposta do comitê da ONU nas próximas 48 horas. Se ela for negativa, a defesa do ex-banqueiro deve ingressar com uma possível apelação perante a Suprema Corte do Principado, a última instância possível.

Na última sexta-feira (4/7), o príncipe de Mônaco Albert II autorizou a extradição de Cacciola ao Brasil. Por aqui, o ex-banqueiro foi processado e condenado à revelia a 13 anos de prisão por fraude financeira e desvio de dinheiro público.

Ele ainda é acusado de ter causado, em 1999, perdas equivalentes a US$ 1,2 bilhão. Na época, Cacciola era dono dos bancos Marka e Fonte Cindam, que receberam empréstimos irregulares de R$ 1,6 bilhão do Banco Central.

Cacciola estava foragido do país desde 2000, quando deixou o país e se refugiou em Milão (Itália), onde nasceu em 1944. Ele foi detido em 15 de setembro de 2007 em um hotel em Mônaco e está preso desde então. As autoridades brasileiras negociam a extradição do ex-banqueiro desde outubro de 2007.

Revista Consultor Jurídico, 8 de julho de 2008, 15h56

Comentários de leitores

6 comentários

soberba é um pecado capital?

www.professormanuel.blogspot.com (Bacharel)

soberba é um pecado capital?

Caso requerido, penso que a ONU tem o dever de ...

Rubão o semeador de Justiça (Advogado Autônomo)

Caso requerido, penso que a ONU tem o dever de deferir, demonstrando autoridade e soberania entre as nações, encaminhando-o com a respectiva carta de guia para Guantánamo, juntamente com seus comparsas anteriormente empuleirados no BC e Poder Central.

STF, STF. O que o Cacciola está esperando

Armando do Prado (Professor)

STF, STF. O que o Cacciola está esperando

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/07/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.