Consultor Jurídico

Notícias

10 papelotes

Roberto Cabrini é preso em São Paulo por porte de drogas

O jornalista Roberto Cabrini, da TV Record, foi preso nesta terça-feira (15/4) por porte de drogas. Segundo a Polícia Civil, ele está detido na 100ª Distrito de Polícia, no Jardim Herculano, Zona Sul da capital. Foram apreendidos com ele 10 papelotes de cocaína de 1 grama cada. Ele será conduzido à 3ª Seccional, na Zona Oeste, ainda na noite desta terça-feira. A informação, divulgada no blog do jornalista Ricardo Noblat, foi confirmada pela polícia.

Segundo a assessoria de imprensa da Record, os advogados da emissora foram ao local. Ela afirma que Cabrini fazia uma matéria investigativa sobre tráfico de drogas. Além do jornalista, a equipe que estava com ele foi presa.

Conhecido jornalista de televisão, Cabrini já foi correspondente internacional da TV Globo em Londres e Nova York. Após passagem pelo SBT e pela Bandeirantes, ele foi contratado pela Record este ano, onde é repórter especial do programa Domingo Espetacular.

Segundo a nova Lei de Drogas (11.343/2006), transportar drogas para uso pessoal pode valer uma advertência sobre os efeitos das drogas, prestação de serviços à comunidade ou medida educativa.

Quem determina se a droga é para uso pessoal é o juiz que “atenderá à natureza e à quantidade da substância apreendida, ao local e às condições em que se desenvolveu a ação, às circunstâncias sociais e pessoais, bem como à conduta e aos antecedentes do agente”.

No entanto, o Supremo Tribunal Federal já considerou no ano passado que quem é pego com drogas para uso pessoal comete um crime. Os ministros entenderam que a despenalização da conduta não implica a descriminação.

Cabrini já ganhou os prêmios APCA, Líbero Badaró, Imprensa e Vladimir Herzog e cobriu seis guerras (Afeganistão, Iraque, Palestina, Camboja, Caxemira e Haiti). Sua reportagem mais conhecida foi a entrevista exclusiva com Paulo Cesar Farias, ex-tesoureiro de Fernando Collor.


Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 15 de abril de 2008, 21:20h

Comentários de leitores

47 comentários

Cada qual com seu cada qual. Defenda o que quis...

www.professormanuel.blogspot.com (Bacharel)

Cada qual com seu cada qual. Defenda o que quiser. Eu estou fora. Dá licença?

Jesus Cristo,por exemplo,que também era humano,...

acs (Advogado Assalariado)

Jesus Cristo,por exemplo,que também era humano, era afeito ao vinho que, a rigor, altera o estado normal de consciência,podendo ser classificado como uma droga,inclusive o alcoolismo é descrito nos compêndios médicos como que sendo uma doença.Quem se achar melhor que Cristo que atire a primeira pedra...

Desde o início te achei meio irracional mesmo ,...

acs (Advogado Assalariado)

Desde o início te achei meio irracional mesmo ,de forma que a sua declaração não me surpreende nem um pouco...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 23/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.