Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Punição nos EUA

Brasileira que se passou por enfermeira nos EUA é condenada

A brasileira Ana Maria Miranda Ribeiro foi condenada a um ano de prisão pela corte americana após admitir ter se passado por enfermeira durante uma lipoaspiração que terminou com a morte da também brasileira Fabíola DePaula, de 24 anos, em julho de 2006. Ana Maria atuou como assistente ao lado do marido, o médico Luiz Carlos Ribeiro, na operação que foi feita no porão de uma casa em Framingham, em Massachusetts.

Na época, ela foi presa junto com o seu marido, sob acusação de prática ilegal de medicina e porte de remédios controlados pelo governo dos Estados Unidos. A vítima foi levada pelo médico — que não tinha licença para atuar nos EUA — a um hospital, após ter parada cardiorrespiratória, mas morreu por causa de uma embolia pulmonar ocasionada durante a cirurgia. A informação é do portal de notícias G1.

Luiz Carlos também está sendo julgado pela morte da jovem, mas alega inocência. “Fabíola DePaula morreu muito jovem porque a ré a expôs a um procedimento desnecessário e perigoso sem os equipamentos e medicamentos adequados”, disse o promotor público de Middlesex Gerard Leone durante o julgamento. “Ana Maria Ribeiro finalmente admitiu sua responsabilidade para a morte trágica da vítima, e nós levaremos o caso adiante contra o outro réu”, completou.

Revista Consultor Jurídico, 6 de setembro de 2007, 15h41

Comentários de leitores

1 comentário

Aqui no Brail, o que tem de gente se passando.....

Luís da Velosa (Bacharel)

Aqui no Brail, o que tem de gente se passando... Ufa!

Comentários encerrados em 14/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.