Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sine Die

Julgamento de acusado de matar Dorothy Stang é adiado

Por 

O novo julgamento de Rayfran das Neves Sales, o Fogoió, um dos acusados de matar a missionária americana Dorothy Stang, foi adiado indeterminadamente. Réu confesso, Rayfran seria julgado na próxima segunda-feira (14/8).

Acusado de homicídio qualificado, de acordo com o artigo 121 do Código Penal, ele foi condenado a 27 anos de prisão, em regime fechado, em dezembro passado. A defesa pediu novo júri baseada na lei que permite outro julgamento quando a pena ultrapassa 20 anos. Advogada da Pastoral da Terra, Roseleine Conceição da Silva, acredita que a pena não será modificada.

Independentemente da postergação, o irmão da religiosa, David Stang, chega ao Brasil neste domingo. Veio acompanhar o andamento dos processos contra os acusados, numa estratégia para evitar que a morte de Dorothy fique impune. Vem acompanhado de Emily Goldman, do Departamento de Direitos Humanos da Fundação Robert F. Kennedy.

 é jornalista.

Revista Consultor Jurídico, 10 de agosto de 2006, 11h58

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.