Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Tim Lopes

Elias Maluco é condenado a 28 anos pela morte de Tim Lopes

O traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, foi condenado a 28 anos e seis meses de prisão, em regime fechado, pelo assassinato do jornalista Tim Lopes. O júri considerou Elias Maluco culpado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e formação de quadrilha. Tim Lopes foi morto em junho de 2002, na favela da Vila Cruzeiro, Rio de Janeiro.

A decisão foi anunciada pelo juiz Fábio Uchoa, do 1º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro. Foram mais de 16 horas de julgamento. O advogado do acusado, Célio Maciel, recorreu da sentença ainda em plenário.

A maioria dos sete jurados (cinco mulheres e dois homens) considerou o traficante culpado das três acusações, apesar da estratégia da defesa, que tentou desqualificar os testemunhos apresentados pela promotoria. Durante quase toda a sessão, o acusado se manteve de cabeça baixa e se recusou a responder às perguntas.

Elias Maluco se manifestou apenas quando foi perguntado sobre sua ocupação profissional, respondendo que trabalhava como pintor de carros. A conclusão do julgamento foi mais rápida do que se esperava por causa do desmembramento do processo — o que adiou para o dia 14 de junho o julgamento dos outros réus denunciados no caso.

A dispensa de cinco testemunhas de defesa, a pedido do advogado do traficante, também colaborou para a rapidez. Elias Maluco foi levado, sob forte escolta policial, de volta ao presídio Bangu I, onde estava desde sua prisão.

Revista Consultor Jurídico, 25 de maio de 2005, 12h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/06/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.