Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

A diva da crise

Empréstimo ao PT é de mais de R$ 90 milhões, diz secretária

Por 

Quem paga os honorários do advogado Rui Caldas Pimenta para defender a ex-secretária do empresário Marcos Valério, Fernanda Karina Ramos Somaggio? Em entrevista exclusiva à revista Consultor Jurídico, a ex-secretária do homem do mensalão garante: os serviços de um dos advogados mais caros do país contratado para representá-la, uma simples assalariada de classe média, são pagos com recursos de sua família e de seus amigos. "Com eles terei uma dívida para o resto da vida”, diz a diva da maior crise do governo Lula.

Fernanda Karina diz que ainda não sabe se vai sair candidata a deputada — “isso é coisa para se pensar no futuro, com calma” — e descarta posar para a Playboy. Mas brande, a todo o momento, uma convicção que parece-lhe um ato de fé: a de que tudo o que Marcos Valério fala é uma vasta onda de mentiras a serem investigadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.

Fernanda Karina não dá um passo sem que a família saiba (“um motoqueiro me ameaçou no trânsito”) e avalia que valor dos empréstimos que Marcos Valério declarou publicamente ter dado ao PT são bem maiores. “Quando ele fala em R$ 30 e poucos milhões sabemos que são na verdade mais de R$ 90 milhões”, afirma.

Leia a entrevista

Conjur — O que você acha da nova versão de Marcos Valério, de que emprestou ao PT R$ 39 milhões?

Fernanda — É mais uma das versões dele sobre o assunto. Quem tem de apurar isso agora é a PF e o Ministério Público. Particularmente não acredito nessa versão dele, mas tem de se ir atrás disso, para se ver se é a última versão ou se há outra versão ainda.

Conjur — Do que ele falou, o que pode ser desmontado por você?

Fernanda — Não sei se posso ajudar mais. Eu falei o que vi, e o que falei foi comprovado. Acredito que agora a coisa não depende mais de mim, depende também da vontade política de se checar se isso é a verdade. Até porque Marcos Valério falou num empréstimo de R$ 30 e poucos milhões quando na verdade os empréstimos pro PT somam mais de R$ 90 milhões. É muito dinheiro para se emprestar. Não é qualquer pessoa que empresta isso.

Conjur — Você nunca ouviu falar nesse empréstimo?

Fernanda — Nunca.

Conjur — Está pronta para acareação?

Fernanda — Sim, claro. Já me coloquei à disposição da CPI e de quem precisar, vou a Brasília quantas vezes for preciso. Acho que de tudo isso a única pessoa que não mente sou eu. Os 37 fatos que eu expus foram comprovados.

Conjur — Você deu os nomes à CPI de duas operadoras do dinheiro de Marcos Valério junto ao PT. O que achou das explicações delas à Polícia Federal?

Fernanda — Uma é diretora financeira, que é a Simone, a outra é uma das secretárias, que é a Adriana. Do mesmo jeito que ele omitiu muitos fatos da Polícia Federal, elas também omitiram.

Conjur — Quem paga o seu advogado, Rui Caldas Pimenta, um dos mais caros de Belo Horizonte?

Fernanda — Não sou só eu que pago. É a minha família, a família do meu marido e os meus amigos. Agora tenho uma dívida com eles pro resto da minha vida

Conjur — O que achou dos papéis queimados, da DNA, encontrados na periferia de Belo Horizonte? Reconhece como sendo da empresa?

Fernanda — Pelo o que vi pela TV, aqueles papéis são de fato oficiais da DNA. Agora, o motivo pelo qual eles foram queimados eu não sei. Deve existir um motivo bem maior para isso, são papéis de empresas grandes, de empresas conceituadas.

Conjur — Você virou celebridade. É candidata a deputada ou vai posar nua para a Playboy como chegou-se a publicar semana passada?

Fernanda — Essas informações não procedem (risos). Mas essa especulação sobre candidatura foi que na semana passada eu estava em Brasília, na CPI, e um deputado veio conversar com o meu advogado. Enquanto eles estavam conversando a primeira palavra do deputado foi que agora não era o momento nem a hora de eu pensar nisso, e ele fez das palavras deles as minhas: agora não é hora de pensar nisso. Só penso em terminar tudo isso em que eu entrei, esses processos nos quais sou testemunha. Depois que passar isso, aí sim, a gente vê as coisas calmamente e vê se realmente vale a pena ou não.

Conjur — Como é seu dia-a-dia agora?

Fernanda — Corrido demais, sempre sendo convidada para vários programas. Todos me cumprimentam, me beijam e me abraçam na rua. Não ando sozinha na rua. Temo pela minha segurança, é claro. Desde que um motoqueiro me ameaçou não ando sozinha, não fico em casa. Tenho uma filha de 8 anos e não deixo ela sozinha. Sempre que volto pra casa ligo e digo de onde e a que horas estou saindo, o que eu vou fazer durante o percurso e em quanto tempo vou chegar em casa.

Conjur — Nesta terça o BC manda para a CPI os papéis dos saques no Banco Rural, feitos por gente indicada pelo PT. O que você conhece da relação de Marcos Valério com esse banco?

Fernanda — Acho que o Banco Rural realmente está muito envolvido em tudo isso, até porque o Marcos Valério e o ex-presidente do banco eram extremamente íntimos, estavam sempre viajando juntos, encontrando pessoas de alto escalão na política. Acho que o Banco Rural deu uma ajuda boa, mesmo porque o Banco do Brasil, apesar de eles terem conta, é uma instituição bem maior onde existem outras regras.


 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 18 de julho de 2005, 20h51

Comentários de leitores

2 comentários

Só para corrigir. O Sr. Rui Caldas Pimenta, não...

Fmdsouza (Advogado Autônomo - Empresarial)

Só para corrigir. O Sr. Rui Caldas Pimenta, não é esta "sumidade jurídica" que se está apregoando Brasil afora! É apenas um advogado que adora um caso que dê mídia. Corre nos bastidores forenses do forum lafayete que costuma às vezes até pagar para atuar em casos que dê retorno televisivo. Há gente com crédito dele doido para receber. Talvez agora, a Dra. Vanilda possa executar um papagaio de R$ 40.000,00 - posto que a familia Somágio diz em alto e bom som, que seus honorários são altos. Será???

Esse pessoal perdeu a noção dos números. Fala-s...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Esse pessoal perdeu a noção dos números. Fala-se em 90 milhões como se fossem R$9.000,00 reais. Imagine essa dinheirada aplicada em recursos sociais....e ainda são uns cara de pau, desculpe, mas não encontrei termo mais adequado aqui na minha franca revolta de ver um careca achando que todo mundo é trouxa e um chorão mentindo pro que der e vier...pessoal, menos heim.... e essa da playboy ou sair pra deputado, espera aí, isso aqui é pegadinha de televisão ou algo assemelhado ao planeta e casseta? otavio

Comentários encerrados em 26/07/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.