Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Conflito de terras

Sindicalista é assassinado em Parauapebas, no Pará.

O sindicalista Daniel Soares da Costa Silva, do Sindicado dos Trabalhadores Rurais de Parauapebas, cidade a 450 quilômetros de Belém do Pará, foi assassinado nesta terça-feira (15/2) quando ia de moto para o assentamento Carajás, do Incra.

Segundo a Agência Brasil, a Comissão Pastoral da Terra no Pará afirmou que um grupo de pistoleiros esperava por Soares próximo ao assentamento. Esse é o segundo assassinato de lideranças populares e o terceiro ligado aos trabalhadores rurais em menos de quatro dias no interior do Pará.

No sábado, a missionária norte-americana e naturalizada brasileira Dorothy Stang foi assassinada a tiros na cidade de Anapu. Também foi morto em Anapu, no último domingo, o trabalhador Adalberto Xavier Leal.

Dados do relatório "Pará: Estado de conflito", elaborado pelo Greenpeace, mostram que o estado apresenta o maior índice de assassinatos ligados à disputa de terras. Segundo o relatório, de 1985 a 2001, quase 40% das 1.237 mortes de trabalhadores rurais no Brasil foram registradas no Pará.

Revista Consultor Jurídico, 15 de fevereiro de 2005, 19h40

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/02/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.