Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Denúncia recebida

Law responderá por formação de quadrilha e falsidade ideológica

O empresário Law Kin Chong responderá processo pelos crimes de descaminho, formação de quadrilha, falsificação de documentos, falsidade ideológica e frustração de direitos trabalhistas. A denúncia do Ministério Público Federal foi recebida, nesta sexta-feira (1/1), pelo juiz federal Márcio Rached Milani, da 7ª Vara Criminal Federal. Law está preso em Brasília. As informações são da Procuradoria da República em São Paulo.

A denúncia alcança outras 13 pessoas, apontadas como testas-de-ferro, inclusive a mulher do empresário, Hwu Su Chiu Law, conhecida como Miriam. Segundo o MP, Law montou um gigantesco esquema de importação ilegal de mercadorias -- que chegou a utilizar dez empresas, nas quais ele colocava “laranjas” para assinar documentos.

Law, de acordo com o MPF, fez uso de notas fiscais frias para justificar os grandes volumes de mercadoria, conforme documentação da Receita Federal e da Policia Federal. Os produtos eram vendidos em lojas alugadas pelo empresário em shoppings da rua 25 de março, na região central de São Paulo.

O MPF estendeu as acusações de descaminho e quadrilha aos "laranjas" arregimentados por Law por entender que eles concordaram em se associar com o acusado para possibilitar suas atividades criminosas no ramo de importação ilegal de mercadorias. Os depoimentos dos réus na Justiça foram agendados para junho.

Revista Consultor Jurídico, 1 de abril de 2005, 18h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/04/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.