Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Regra eleitoral

Propaganda de Serra não pode veicular imagens de Marta em debate

A coligação Ética e Trabalho (PSDB/ PPS/ PFL), do candidato a prefeito de São Paulo José Serra, está proibida de veicular inserção em que a candidata à reeleição Marta Suplicy aparece em debate eleitoral feito na última disputa.

A liminar é do juiz auxiliar Paulo Galizia, da 1ª zona eleitoral de São Paulo. Cabe recurso.

De acordo com Galizia, num exame preliminar, a coligação desrespeitou a legislação eleitoral, que veda a utilização de gravações externas e montagens na propaganda eleitoral de TV.

Revista Consultor Jurídico, 20 de setembro de 2004, 13h53

Comentários de leitores

3 comentários

Eu estou indignada com o TRE de São Paulo. Como...

Lu2007 (Advogado Autônomo)

Eu estou indignada com o TRE de São Paulo. Como dizer que o Presidente Lula não afrontou a lei ao fazer propaganda para Marta ? Quem pagou a passagem dele para São Paulo, Que obra é esta que ele inaugurou? Inaugurou como ciadão ou como Presidente? Quem pagou as despesas dele ao vir aqui fazer isso? Se fomos nós, cidadãos, com nossos tributos, a meu ver, já está configurado o uso de dinheiro publico para fazer propaganda eleitoral , de interesse particular dele. No mínimo, á anti-etico. Como desculpa isso? Geraldo Alckmin, quando fez propaganda, ele apareceu como ciddão, e não como governador, de maneira ética e apropriada. Se o TSE descdulpar isso, vai ser um absurdo tão grande que afronta nosso direito de cidadão. Como não ver uso da máquina estatal? É só me responderem quem pagou as despesas dele para ele vir até aqui fazer propaganda de uma candidata a prefeitura!!!!

Eu estou indignada com o TRE de São Paulo. Como...

Lu2007 (Advogado Autônomo)

Eu estou indignada com o TRE de São Paulo. Como dizer que o Presidente Lula não afrontou a lei ao fazer propaganda para Marta ? Quem pagou a passagem dele para São Paulo, Que obra é esta que ele inaugurou? Inaugurou como ciadão ou como Presidente? Quem pagou as despesas dele ao vir aqui fazer isso? Se fomos nós, cidadãos, com nossos tributos, a meu ver, já está configurado o uso de dinheiro publico para fazer propaganda eleitoral , de interesse particular dele. No mínimo, á anti-etico. Como desculpa isso? Geraldo Alckmin, quando fez propaganda, ele apareceu como ciddão, e não como governador, de maneira ética e apropriada. Se o TSE descdulpar isso, vai ser um absurdo tão grande que afronta nosso direito de cidadão. Como não ver uso da máquina estatal? É só me responderem quem pagou as despesas dele para ele vir até aqui fazer propaganda de uma candidata a prefeitura!!!!

Todo candidato pretende ganhar o pleito que dis...

Benedito Tavares da Silva ()

Todo candidato pretende ganhar o pleito que disputa. Para isso, na fase da campanha aparece com soluções simples para problemas complexos. Obviamente, eleito, não irá cumprir a maior parte das promessas de campanha. O tempo passa e novo pleito se aproxima. Mais uma vez surge o candidato com soluções simples para problemas complexos, muitas delas como meros repetcos da campanha anterior. Ainda assim, as ilusões vendidas aos eleitores na campanha passada não podem ser descortinadas por outro candidato. Estamos bem.

Comentários encerrados em 28/09/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.