Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime encomendado

Viúva de Toninho do PT quer intervenção federal em investigações

Roseana Garcia, viúva do ex-prefeito de Campinas (SP) Antonio da Costa Santos, o Toninho do PT, estará nesta terça-feira (18/5), às 15 horas, na sede do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Ela vai pedir apoio da entidade para que as investigações sobre o assassinato de seu marido passem para o âmbito federal.

Na sede da OAB, Roseana participará da reunião da Comissão de Direitos Humanos, que tem à frente o conselheiro federal pela Paraíba, José Edísio Simões Souto.

Na quarta-feira, Roseana Garcia tentará entregar pessoalmente ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um abaixo-assinado com 53 mil assinaturas pedindo intervenção federal nas investigações sobre o assassinato. Ela contesta a tese defendida pelo Ministério Público e pela Polícia Civil, de que Toninho teria sido morto por acaso, depois de seu veículo atrapalhar a fuga da quadrilha do sequestrador Wanderson Newton de Paula Lima, o Andinho.

Segundo a viúva e o grupo de políticos ligado a Toninho, o crime foi encomendado. ''Antonio morreu porque era prefeito de Campinas e mexeu com diversos interesses de grupos poderosos da cidade'', disse Roseana.

Toninho, assim que assumiu o governo, determinou uma auditoria na dívida da prefeitura, que hoje é de R$ 1,5 bilhão, reduziu os valores do contrato de limpeza na cidade e chegou a colaborar com informações sobre casos de corrupção na cidade durante a CPI do Narcotráfico. (OAB)

Revista Consultor Jurídico, 18 de maio de 2004, 12h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.