Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dinheiro disputado

Credores de Naya querem receber parte do valor de leilão de hotel

Mais de 10 credores do ex-deputado Sérgio Naya querem receber parte do dinheiro obtido com a venda do Hotel Saint Paul. A soma dos pedidos ultrapassa os R$ 9,4 milhões obtidos com o leilão da propriedade de Naya.

As informações são do juiz Antônio Carlos Torres, da 4ª Vara Empresarial. Ele enviou o processo ao Ministério Público para que o promotor do caso se manifeste também sobre o pedido de honorários feito pelos advogados da Associação das Vítimas do Palace II.

Em sua primeira manifestação, o promotor discordou dos pedidos feitos pelos demais credores, inclusive pela União, por entender que o dinheiro arrecadado deveria ser usado para pagar as vítimas do Palace II. Mas ele não opinou sobre os honorários dos advogados.

Por meio da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o juiz informou que outros bens do ex-deputado poderão ser leiloados em breve, inclusive o terreno onde ficava o edifício que desabou. Mas o leilão dá a todos os credores o direito de recorrer para receber o que Sérgio Naya lhes deve.

A dívida de Sérgio Naya com uma parte dos moradores que ainda não foi indenizada é de R$ 49,6 milhões. Já com a União, em impostos atrasados, e com outros credores, a dívida do ex-deputado é superior a R$ 200 milhões.

Os bens de Naya estão indisponíveis, no Brasil e no exterior, desde o dia 3 de março de 1998 e o juiz estima que eles sejam suficientes para pagar todas as dividas.

Revista Consultor Jurídico, 23 de junho de 2004, 20h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/07/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.